Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - ART SY: Editorial A loja de artigos de arte italiana que mantém técnicas de pintura renascentistas

WEB TV VISUAL ARTV - Projeto do Cineclube Araucária







Projeto do Cineclube Araucária tem Sessão Curtas Livres e
Mostra Grande Diretores em  homenagem a Orson Welles

Em agosto, o projeto Cineclube Araucária - O Poder do Cinema em Campos do Jordãoapresenta intensa programação. Todas as exibições são gratuitas.

No dia 15 de agosto, acontece a Sessão Curtas Livres, integrando o circuito da Mostra do Filme Livre, do Ministério da Cultura, com exibição de oito curtas-metragens. Entre os dias 27 e 30 de agosto, ocorre a Mostra Grandes Diretores: 100 Anos de Orson Welles que inclui os filmes Cidadão KaneFalstaffÉ Tudo Verdade e Dom Quixote.

2ª Oficina Profissionalizante de Cinema, programada para acontecer em agosto, destinada aos participantes da primeira oficina que aconteceu em maio, foi transferida para novembro, entre os dias 9 e 13.

O projeto Cineclube Araucária – O Poder do Cinema em Campos do Jordão é uma realização do Cineclube Araucária com o apoio do ProAC - Programa de Ação Cultural do Governo do Estado de São Paulo, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, AMECampos, Oficina de Artes Rosina Pagan, Escola Estadual de Vila Albertina e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Campus Campos do Jordão.

Sessão Curtas Livres

O Cineclube Araucária colocou Campos do Jordão no circuito da 14ª edição da Mostra do Filme Livre(Categoria Cineclube Livre), realizada pelo Ministério da Cultura com patrocínio do Banco do Brasil. A programação do projeto Cineclube Araucária - O Poder do Cinema em Campos do Jordão apresenta aSessão Curtas Livres com exibição dos seguintes filmes:

  • Efeito Casimiro (15 min. RJ) – Direção: Clarice Saliby
  • Tigre (15’. MG) – Direção: João Borges
  • Carros Carros Carros (1 min. RJ) – Direção: Fernanda Almeida
  • O Que se Comemora (10 min. PE) – Direção: Caio Dorneles e Ernesto Rodrigues
  • O Babado da Toinha (3 min. BA) – Direção: Julia Aguiar, André de Oliveira e Cauê Rocha
  • Ela (8 min. AL) – Direção: Nivaldo Vasconcelos
  • Achados e Perdidos (61 min. RJ) – Direção Camila Lamha, Guilherme Ferraz e Luisa Mello
  • Geru (23 min.) – Direção Fábio Baldo e Tico Dias

Dia 15 de agosto. Sábado, às 19h30
Local: Espaço Cultural Dr. Além
Av. Dr. Januário Miráglia, 1582, na Vila Abernéssia. Campos do Jordão/SP
Informações: (12) 3664-2300
Grátis - os ingressos são distribuídos 1h antes da exibição.


Mostra Grandes Diretores: 100 Anos de Orson Welles

Mostra Grandes Diretores, do Projeto Cineclube Araucária – O Poder do Cinema em Campos do Jordão, homenageia em agosto o mais importante diretor de cinema de todos os tempos. Orson Welles (1915-1985), que revolucionou a linguagem do cinema com Cidadão Kane, completaria 100 anos em maio de 2015. Apesar dos prejuízos que seus filmes costumavam dar aos estúdios, tornaram-se patrimônio artístico da humanidade. O último - Verdades e Mentiras - discute a arte e a ética pela história de um falsário tão genial quanto os artistas que ele falsificava.

Gênio, Orson Welles tocava Stravinski no violino aos sete anos; aos 10, era ator de teatro e, aos 16, diretor premiado especializado em Shakespeare; aos 23 anos, dirigiu o rádio-teatro Guerra dos Mundos, narrando a invasão da Terra por marcianos, tão realista que levou pânico a cidade de Nova York. Escreveu, dirigiu e interpretou Cidadão Kane, aos 25 anos, revolucionando a linguagem técnica e narrativa do cinema. O filme foi baseado na história sinistra de um magnata da imprensa, que ficou furioso e fez campanha contra Welles, estigmatizando-o como um diretor maldito. Além do fracasso comercial de um de seus clássicos, A Dama de Xangai, com Rita Hayworth, com quem se casou, Welles conseguiu produtores que bancaram clássicos de Shakespeare que ele dirigiu e interpretou como Macbeth,Othelo e o genial A Marca da Maldade, mas todos foram fiascos comerciais. Em 1942, Orson Welles veio ao Brasil para filmar o Carnaval para o seu lendário É Tudo Verdade, que resultou em um documentário sobre as riquezas e misérias do Brasil, desagradando os governos americano e brasileiro e nunca foi terminado. O lançamento só se deu em 1993.

  • 27/8 (19h30) - Cidadão Kane (Citizen Kane)
De Orson Welles. EUA. 1941. 119 min. 12 anos.
  • 28/8 (19h30) - Falstaff – O Toque da Meia Noite (Chimes at Midnight / Falstaff)
De Orson Welles. Espanha, França, Suíça. 1965. 113 min. Livre.
  • 29/8 (19h30) - É Tudo Verdade (It’s All True). Incluindo 4 Homens em uma Jangada
De Orson Welles, Bill Krohn, Myron Meisel e Richard Wilson. EUA. 1942/1993. 85 min. Livre.
  • 30/8 (15h) – Aladdin (matinê)
De Ron Clements e John Musker. EUA. 1992. 90 min. Livre.
  • 30/8 (18h) - Dom Quixote (Don Quijote)
De Orson Welles. EUA. 1992. 116 minutos. 12 anos.

De 27 a 30 de agosto. Quinta a domingo
Local: Espaço Cultural Dr. Além
Av. Dr. Januário Miráglia, 1582, na Vila Abernéssia. Campos do Jordão/SP
Informações: (12) 3664-2300 - Grátis

IMAGENS








Informações

Cineclube Araucária - O Poder do Cinema em Campos do Jordão

Assessoria de imprensa: Verbena Comunicação
Eliane Verbena / João Pedro
Tel: (11) 99373-0181 / 2738-3209 - verbena@verbena.com.br

Comentários