Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - Com “Urbaninhas”, XII Visões Urbanas se despede da cidade

Com “Urbaninhas”, XII Visões Urbanas se despede da cidade
 “Sr. Calvino”, da Cia Artesãos do Corpo, que encerra o VU, em São Paulo, na Casa das Rosas.Foto Fábio Pazzini
Nesta sexta, dia 19 de abril, o XII festival internacional Visões Urbanas, que desde o início do mês vem espalhando dança em espaços abertos pela cidade, se despede de São Paulo com o “Urbaninhas”, uma programação voltada especialmente para o público infantil. Em um cenário não menos especial - os belos jardins da Casa das Rosas -, a partir das 11h, se apresentam o Grupo Caixa de Imagens, com a delicada boneca Gilda, em “Travessia”, seguido da criação de Lara Dau Vieira, “O Corpo no Desenho”, e por último, “Sr. Calvino”, da Cia Artesãos do Corpo, que concebe e produz o Festival anualmente. Na delicadeza de melodias executadas ao vivo por Carlos Gaúcho, a pequena boneca Gilda, de aproximadamente 10 cm, tem como cenário o vestido de quem a manipula - a atriz  Mônica Simões -, e quer dar uma flor para quem interagem com ela.…

VISUAL ARTV - Andrea Jabor traz “A Rainha e o Lugar” ao Centro de Referência da Dança


A Rainha e o Lugar-Andrea Jabor-foto Rodrigo Castro
Andrea Jabor traz “A Rainha e o Lugar”
ao Centro de Referência da Dança
A artista carioca vem a São Paulo para oficina e duas apresentações do espetáculo que acontece em diálogo contínuo entre o seu corpo e os vídeos, ambientes sonoros, vestimentas e objetos da Rainha.


                                                                                                           Rodrigo Castro
Com o solo “A Rainha e o Lugar”, a coreógrafa e bailarina carioca Andréa Jabor ocupa o Centro de Referência da Dança de São Paulo, nos dias 29 e 30 de julho (sexta e sábado), às 19h.  Antes, nos dias 27 e 28 (quarta e quinta), oferece para profissionais e estudantes das artes cênicas a oficina-vivência “Arquitetura do Movimento – a Cruz, o Xis e o Esplendor”. As duas e ações são gratuitas e os ingressos para o espetáculo podem ser retirados com 30 minutos de antecedência.
Em A Rainha e o Lugar, Andrea Jabor propõe pensar o corpo, seus lugares e a sua importância como instrumento e símbolo de poder. O espetáculo fala da cidade e seus jovens, do lugar da infância na construção de identidade, da inteligência corporal da cultura popular, da poesia que pode existir em nossas perguntas e inquietações. Sobretudo, experimenta, nos mais diversos territórios e a partir de variadas perspectivas, o sentido da figura da Rainha.
O solo traz ainda uma reflexão sobre o desaparecimento das colméias, que vem causando um colapso progressivo das colônias de abelhas em todo o mundo alterando toda uma cadeia fundamental para o equilíbrio da natureza. As abelhas, responsáveis por 75% da polinização no planeta, constituem uma sociedade feminina em que todas trabalham em prol umas das outras e em favor dos seres humanos. 
Concebido em colaboração com Ana Achcar na direção cênica, o trabalho se estabelece no diálogo entre o corpo da intérprete e as imagens criadas e projetadas por Gustavo Gelmini, os ambientes sonoros com trilha e composição original de Rodrigo Marçal, e as vestimentas e objetos da Rainha, assinados por Flávio Souza, que também responde pela direção de arte. Edi Heinz complementa a equipe na colaboração artística e contrarregragem.
A pesquisa coreográfica envolve a “Arquitetura do Movimento”, sistema desenvolvido por Andrea Jabor e que pensa sobre os alicerces e matrizes do movimento, para libertar a qualidade efêmera e poética da dança no espaço, e que será também a base da oficina “Arquitetura do Movimento – a Cruz, o Xis e o Esplendor”, nos dias 17 e 18.
Criação contemplada pelo Prêmio Klauss Vianna, “A Rainha e o Lugar” explora uma cena multidisciplinar e constrói um universo que mistura arte e ciência, delicadeza e força, possibilidade e limite.
________________________________________
Serviço:
A Rainha e o Lugar”, de e com Andrea Jabor.
Dias 29 e 30/7 (sexta e sábado), às 19h. Grátis (retirar ingressos com 30 minutos de antecedência)
Oficina Arquitetura do Movimento - a Cruz, o Xis e o Esplendor
Dias 27 e 28/7 (quarta e quinta), das 14h às 17h.
Centro de Referência da Dança de São Paulo – CRDSP
Baixos do Viaduto do Chá, s/nº - ao lado do Teatro Municipal
(próximo às estações Anhangabaú, São Bento e República do Metrô)
Fone: 11 32143249 | 949851575

A RAINHA E O LUGAR - FICHA TECNICA
Concepção e coordenação geral: Andrea Jabor | Criação: Andrea Jabor, Ana Achcar, Flávio Souza, Gustavo Gelmini | Coreografia e interpretação: Andrea Jabor
Direção cênica: Ana Achcar | Direção de arte e figurino: Flavio Souza | Direção de filmes: Gustavo Gelmini | Desenho de iluminação: Renato Machado | Seleção e criação da trilha sonora: Andrea Jabor e Rodrigo Marçal | Música Original: Rodrigo Marçal | Assistente de coreografia: Letícia Ramos | Colaboração artística e contrarregra: Edi Heinz | Bailarinos do filme: Bruno Damião, Danielle Rodri- gues, Fernanda Gomes da Rocha, Flávio Arco-Verde, Gabriela Portocarrero, Ingrid Santos, Isa Oliveira, Janine Messina, Luciana Barros, Michell de Andrade, Nathália Ramos, Pablo Sant’Anna, Robson Rozza, Rafael Galdino, Raíne Machado, Samuel Paes de Luna, Thainá Farias, Wellington Silva | Programação visual: Daniel Whitaker | Operador de luz: Felipe Medeiros | Operador de multimídia: Vinicius Geria | Fotografia: Rodrigo Castro




Comentários