Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - “Ninfas do Tietê” e “Amores que abrem a Terça Aberta no Kasulo

“Ninfas do Tietê” e “Amores que |  |” abrem a Terça Aberta no Kasulo                                                                                                               “Amores que |  |” – Foto Florido A primeira Terça Aberta no Kasulo do ano traz dois trabalhos inusitados: “Ninfas do Tietê”, uma videoperformance, com direção de Sol Faganello e Tati Caltabiano, criada a partir das poesias (ou cantos) de Natália Nolli Sasso, que integram o livro homônimo lançado em 2018 pela Editora Moinhos (BH); e “Amores que |   |”, trabalho ainda em processo de investigação, dirigido pelo artista multimídia Florido com outros seis performers convidados. Nem musas nem divas, as Ninfas do Tietê são figuras que vivem às margens do rio que atravessa São Paulo. Exibida pela primeira vez na Mostra Solo // Mulheres, (Teatro Conteiner), no lançamento do livro de Natália Nolli Sasso, a vídeoperformance traz, além da autora do livro e as duas diretoras, mais quatro intérpretes-criadores -  Ana Zeppa, Cí…

VISUAL ARTV - A Cia. do Ruído, após a estreia do seu primeiro espetáculo, Oito Balas





Meia-Noite, Feliz Natal

A Cia. do Ruído, após a estreia do seu primeiro espetáculo, Oito Balas volta aos palcos com a peça Meia-Noite, Feliz Natal de Carol Rainato a partir do dia 02 de setembro no Viga Espaço Cênico, para uma curtíssima temporada.

Em noite de Natal, os filhos de Dona Martha se reúnem pela primeira vez sem sua presença e não imaginam que esta pode ser a noite de estopim para a família. Tradição, convenção e protocolo fazem parte de uma noite em que todos um dia já quiseram observar do lado de fora da fechadura.

A dramaturgia levanta pontos extremamente cotidianos que contam com uma especificação: relação familiar. A partir de uma visão que nos coloca em direta intimidade para com as situações vividas pela família Assunção, compreende-se como todo indivíduo é um ser de dualidade. Os conflitos que geralmente são comuns entre famílias chegam ao estopim. 

Um limite (muitas vezes tênue sobre as reações e pontos de vista) dos seres humanos envolvidos ali, é explorado e exposto em sua máxima potência. Uma família considerada nos “padrões” da sociedade chega em um ponto deplorável. Todas as regras e organização (também explorada na estética visual do espetáculo), é contrária à realidade da mente de cada um dos personagens, que se encontram em verdadeira bagunça psicológica. 

O desenvolvimento de criação partiu desse ponto para a construção de interiorização e do “típico lar feliz”. Acessar os contrapontos que existem entre a nossa contemporaneidade e os já tão conhecidos e clássicos “assuntos de família”.

FICHA TÉCNICA:


Texto: Carol Rainatto
Direção: Carol Rainatto e Lucas Romano
Elenco: Carolina Rossi, Filipe Pereira, Homero Ligere, Mariana Spinola, Rodrigo de Castro, Tchello Palma, Vitoria Blat e Ynara Marson
Cenografia: Luma Yoshioka
Cenotécnico: Alicio Silva
Iluminação: Andressa Pacheco
Assistente de cenografia/iluminação/figurino:  Aline Navarro
Figurinos: Ananda Sueyoshi
Trilha Sonora Original: Yan Montenegro
Sonoplastia: Lucas Pinheiro Paiva
Preparadora Vocal: Camila Blat
Dramaturgia do Corpo: Pietro Almeida
Preparação inicial: Daví Lopes
Designer Gráfico: Lucas Sancho
Produção: Contorno Produções
Direção de Produção: Jessica Rodrigues e Victória Martinez
Assistente de Produção: Flávia Mian
Assessor de Imprensa: Fabio Camara
Realização: Cia. do Ruído

SERVIÇO:


LOCAL: Viga Espaço Cênico (Rua Capote Valente, 1323 – Sumaré), Sala Viga, 80 lugares.
DATA: 02/09 até 30/09 (Sexta 21h)
INGRESSOS: R$ 40,00 e R$ 20,00 (meia-entrada)
INFORMAÇÕES: (11) 3801 1843
DURAÇÃO:  70 min
CLASSIFICAÇÃO:  16 anos

Fabio Camara
Assessoria de Imprensa e Produções

fabio@lugibi.com.br
(11) 2640-0278
(11) 9 9131-6727

Comentários