Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança

Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança                                                                                  Foto Leandro Moraes (O Boi Voador)

Em temporada de duas semanas, de 11 a 20/7 (quintas, sextas e sábados, às 19h), a Plataforma Shop Sui apresenta no Centro de Referência da Dança – CRDSP – espetáculo com duas coreografias: a remontagem de “Meu Doce Estimado”, criada originalmente para o Cesta de Dança, projeto da Quasar Companhia de Dança (2012), e o mais recente trabalho, “O Boi Voador”,solo de Fernando Martins, bailarino e diretor da companhia. A entrada é gratuita. “Meu Doce Estimado” fala da relação entre dois indivíduos estagnados pelas dificuldades de comunicação, que os levam para um universo mais visceral onde atitudes humanas e animais se perdem na sua realidade estabelecida. Inspirado em fragmento de texto de Clarice Lispector e em ação da própria escritora, que reescreve seu próprio texto, re-lido entre haspas em outro…

VISUAL ARTV - Espaço Cultural A Próxima Companhia - Cia. Sansacroma apresenta mostra de processos do 1º Fórum de Criação Convivial: A Dança da Indignação



Cia. Sansacroma apresenta mostra de processos do 1º Fórum de Criação Convivial: A Dança da Indignação
Durante a mostra, que acontece nos dias 28 e 29 de junho, na Casa Popular de Cultura do M'Boi Mirim, e nos dias Dia 30 de Junho e 1º de julho, no Espaço Cultural A Próxima Companhia, 14 artistas independentes irão compartilhar seus processos na metodologia de criação intitulada “Dança da Indignação”  

De 29 de junho a 1º de julho, a Cia. Sansacroma vai realizar uma mostra de processos criativos com 14 artistas independentes que participaram, ao longo do primeiro semestre deste ano, do 1º Fórum de Criação Convivial, no qual a cia paulistana de dança apresentou e desenvolveu sua metodologia própria intitulada de “Dança da Indignação”.

As apresentações ocorrem nos dias 28 e 29 de junho, na Casa Popular de Cultura M’Boi Mirim, na zona sul paulistana; e nos dias 30 de junho e 1º de julho no Espaço Cultural A Próxima Companhia, na zona oeste da capital.

Durante o primeiro semestre de 2017, a Cia. Sansacroma abriu seu espaço, corpo e poros para receber 14 artistas de várias regiões e periferias da grande selva de pedra paulistana com o intuito de compartilhar seus processos e metodologia de criação intitulada “Dança da Indignação”.

A proposta da Cia. foi de encontrar estratégias de aproximar esses artistas; entre eles jovens, acadêmicos, docentes, bailarinos e atores, mulheres, homens, negros, brancas, bichas, lésbicas e héteros, à metodologia que permeia as criações artístico-políticas e sociais enquanto (re)existência no cenário da dança negra paulistana.

Neste momento, compartilhar estas criações com o público se faz necessário na medida em que os artistas se tornam protagonistas de seus processos e precisam compreender na troca e na relação com o outro os impactos, as transformações, fragilidades e potências do que foi construído.

“O corpo está calejado, mas a alma não fica não”, comenta a diretora da Sansacroma, Gal Martins. “O que desejamos aqui é a subversão dos modos de existência, se anteriormente desejávamos o afago para gerar um espaço seguro entre as parcerias, dessa vez o desejo é de gerar energia vital para combatermos os medos, as ameaças, as invisibilidades e os silenciamentos com danças urgentes, furiosas e indignadas”, explica.

Sobre a Cia. Sansacroma – Criada em 2002 pela atriz e artista da dança Gal Martins, a Cia. Sansacroma tem se dedicado a desenvolver trabalhos baseados no hibridismo característico às criações coreográficas na contemporaneidade. O ponto de partida das criações são as poéticas do corpo negro e como ele está inserido na sociedade.  Focaliza temas pertinentes à sociedade atual, no modo em que chegam e afetam a todos diretamente, seja no cotidiano das ruas, nas relações sociais e interpessoais, na mídia ou na própria arte. A Dança da Indignação, conceito criado pela artista, norteia a pesquisa de linguagem estética da companhia, que pretende reverberar no ato dançante as indignações coletivas, numa abordagem política-poética que aponta para as intersecções entre arte e vida. Tendo feito uma escolha singular ao atuar diretamente na periferia sul de São Paulo, este território influencia diretamente o seu processo artístico.


SERVIÇO:

Mostra de processos do 1º Fórum de Criação Convivial
A Dança da Indignação
Realização: Cia. Sansacroma
Direção e curadoria: Gal Martins
Assistente de Direção: Djalma Moura

Onde:
Casa Popular de Cultura do M'Boi Mirim, à Avenida Inácio Dias da Silva, s/n, Piraporinha, São Paulo - SP.
Quando:
Quarta-feira, dia 28 de Junho, às 20h
Processos de: Conrado Carmven, Aysha Nascimento, Bruno Coelho, Wellington All, Inessa Silva, Piu Dominó e Paula Salles
Quinta-feira, dia 29 de Junho às 20h.
Processos de: Luiza Meira, Kako Arancibia, Malu Avelar, Urubatan Miranda, Jo Pereira e Deise de Brito
Capacidade: 120 lugares
Entrada: Pague quanto puder
Telefone: (11) 5514-3408.



Onde:
Espaço Cultural A Próxima Companhia, à Rua Barão de Campinas, 529, Campos Elíseos (próximo à estação de metrô Santa Cecília).
Quando:
Sexta-feira, dia 30 de Junho às 20h
Processos de: Conrado Carmven, Aysha Nascimento, Bruno Coelho, Wellington All, Inessa Silva, Piu Dominó e Paula Salles
Sábado, dia 01 de Julho, às 20h
Processos de: Luiza Meira, Kako Arancibia, Malu Avelar, Urubatan Miranda, Jô Pereira e Deise de Brito
Capacidade: 90 lugares
Entrada: Pague quanto puder
Telefone: (11) 3331-0653.

Duração: 70 minutos
Classificação etária: 12 anos
Essa ação compõem o projeto “A Dança da Indignação – 15 anos da Cia Sansacroma” aprovado pela 20ª Edição do Programa de Fomento à Dança para a cidade de São Paulo

Mais informações:




Informações para a Imprensa – Cia. Sansacroma:
Marcelo Pria
MTB # 027461
Rhizome Comunicações
11 98739-6179

Comentários