Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - Plataforma Shop Sui encerra temporada de “Behind the Clothes”, no Kasulo

Plataforma Shop Sui encerra temporada de “Behind the Clothes”, no Kasulo

 Foto Leandro Moraes 

“Behind the Clothes”, criação da Plataforma Shop Sui, que transpõe para a cena movimentos de condicionamento do homem e os dispositivos da sociedade de consumo, faz últimas apresentações neste final de semana, no Kasulo Espaço de Cultura e Arte. A entrada gratuita. Com direção do bailarino e pesquisador Fernando Martins,“Behind the Clothes” reproduz diferentes traços de uma personalidade consumida por um sistema de repetição, onde movimentos, ações e reações parecem tão naturais que passam desapercebidos, mas escondem uma secreta linguagem. Como um reflexo do meio social, onde sucessivas e repetitivas representações condicionam o corpo, a rotina diária manifesta questões que impulsionaram os estudos do trabalho e a conversão dessa sensação em movimentos. Originalmente concebido como solo, em 2006, na Random Collision, organização fundada na Holanda, em parceria com outros seis coreógrafos, para da…

VISUAL ARTV - Festival Cine Inclusão tem sessão de encerramento dia 23/9 na Unibes Cultural




LogoVerbena -5K.jpg
Festival Cine Inclusão tem sessão de
encerramento dia 23/9 na Unibes Cultural

                Antônio Petrin no filme Epílogo
Encerramento -CineInclusão -Walter do 202 -b.jpgVisando a inclusão de pessoas com deficiência visual e auditiva, o encerramento conta com sistema de audiodescrição e tradução em Libras.

No dia 23 de setembro (sábado) acontece na Unibes Cultural, às 15 horas, o  encerramento do 2º Festival Cine Inclusão, cuja edição tem a terceira idade como tema. A entrada é franca e os interessados devem confirmar presença pelo e-mailcineinclusao@muk.nu.

O evento inclui exibição de filmes convidados - Epílogo, de Daniel Seidl Moreira, Tomou Café e Esperou, de Emiliano Cunha, e Walter do 402, de Breno Ferreira – e de dois curtas-metragens que foram produzidos nas oficinas de capacitação para idosos desta edição.

Após a sessão de cinema, tem o debate A Atuação da Terceira Idade no Audiovisual, mediado por Victor Fisch (cineasta e curador do festival) com participação de realizadores convidados, entre eles Cervantes Souto Sobrinho (fundador do Cineclube Araucária, de Campos do Jordão) e os cineastas Gabriel Carneiro (Aquela Rua Tão Triumpho), Fernanda Galetti (Herói Sem Memória) e Daniel Seidl Moreira (Epílogo, também jornalista). Na ocasião serão entregues os troféus aos filmes vencedores, escolhidos por votação popular. Haverá também prêmio de melhor ator e melhor atriz, eleitos pela comissão do Festival.

No 2º Festival Cine Inclusão – iniciado no dia 2 de setembro – os filmes foram realizados e/ou protagonizados por pessoas com mais de 60 anos; e as oficinas sobre o fazer cinematográfico foram destinadas aos idosos, moradores de regiões periféricas. O projeto – realizado com o apoio do ProAC – criou um espaço de exibição e de debate sobre a importância da sétima arte na inclusão sociocultural de uma camada crescente da população.

A curadoria desta edição foi feita pelo cineasta Victor Fisch e pela pesquisadora e curadora Luciana Rossi, com participação da produtora portuguesa Elsa Barão. Foram selecionados 24 obras de diversos estados brasileiros, que foram divididas em Mostra Competitiva (filmes cuja temática e/ou seus protagonista são idosos) e Mostra Idosos em Ação (filmes realizados para pessoas com mais de 60 anos).

As exibições ocorreram no CEU Heliópolis, no CEU Paraisópolis e na Unibes Cultural (espaço também dos eventos de abertura e encerramento). As oficinas de capacitação cinematográfica para idosos foram ministradas pela cineasta Bruna Lessa e pela pedagoga Tati Rehder.

Segundo o criador do Festival Cine Inclusão, Daniel Gaggini, os objetivos desta segunda edição é  “dar espaço a filmes que dificilmente seriam exibidos em outros festivais, cujos protagonistas ou realizadores sejam idosos; propor, por meio da arte, a interação e o intercâmbio de experiências e conhecimento; capacitar 60 moradores de Heliópolis e Paraisópolis no fazer cinematográfico; produzir obras audiovisuais e debater a importância da arte para a inclusão sociocultural do idoso”.

O Cine Inclusão

Cine Inclusão -arte.jpgA iniciativa do projeto Cine Inclusão é de Daniel Gaggini, artista e produtor que vem se destacando na realização de projetos dedicados à difusão de iniciativas culturais produzidas em regiões periféricas do Brasil. Em seu currículo, consta a realização da Mostra de Teatro de Heliópolis, o projeto/espetáculo Vira-Latas de Aluguel, o Festival Popular de Cinema de Itapeva, o projeto de capacitação cinematográfica Cine Inclusão, e a direção, por quatro anos, do Festival Cine Favela de Cinema.

A primeira edição do Festival Cine Inclusão foi realizada em 2015 e contemplou as comunidades de Capão Redondo e Cidade Tiradentes, além do Memorial da América Latina. O evento - que reuniu mais de 400 espectadores, exibiu 26 filmes em 14 sessões gratuitas - capacitou 46 jovens em oficinas de cinema e produziu duas obras audiovisuais. Promoveu ainda um debate com participação dos institutos Criar e Querô e dos projetos É Nóis na Fita e Kaminu Filmes (Colômbia).

Filmes do encerramento

Filme: Epílogo (16’28”. Doc. 2012. São Paulo/SP)
Direção: Daniel Seidl Moreira. Roteiro: Daniel Seidl Moreira. Empresa / Produtora: Bellatrix Produções. Elenco: José Mirage Justo, Clotilde Ferreira, Severino da Silva, Geralda Bodog, Nemésio Alvarez, Yonne Martins.
SinopseA população brasileira envelhece em ritmo acelerado. A maioria dos idosos recebe cuidados e atenção de seus familiares, mas muitos são abandonados e acabam dependendo do Estado.

Filme: Tomou Café e Esperou (12’33”. Drama. 2013. Porto Alegre/RS)
Direção: Emiliano Cunha. Roteiro: Emiliano Cunha. Empresa / Produtora: Tokyo Filmes, Gogó Conteúdo Sonoro, Avante Filmes, Sofá Verde Filmes. Elenco: Milton Mattos, Vilma Loner, Marcos Verza e Ana Maria Mainieri
Sinopse: Carlos vai até a cozinha e prepara um café. O tempo que separa o ontem do agora. 

Filme: Walter do 402 (16’33”. Comédia-Drama. 2016. Rio de Janeiro/RJ)
Direção: Breno Ferreira. Roteiro: Breno Ferreira e Bruno Saboia. Empresa / Produtora: Dom 21 Filmes. Elenco: Antônio Petrin, Alcione Mazzeo, Gustavo Arthiddoro, Aracy Cardoso, Daniela Fontan, Cinara Leal, Pritty Borges.
SinopseWalter é um idoso rabugento que sofre com sua solidão e vê no suicídio a única saída. Já sua vizinha, a solitária Vera, tem esperança que Walter seja a companhia que precisa. Ela tenta conquistar Walter usando o talento que tem na cozinha. Entre os dois, há o porteiro Zezinho, jovem Don Juan que não enxerga problema algum em viver sozinho.

Encerramento -Tomou Café e Esperou -b.jpgTomou Café e Esperou Encerramento -CineInclusão -Epílogo -b.jpg Walter do 402

Serviço

2º Festival Cine Inclusão
De 2 a 9 de setembro de 2017
Idealização e direção geral: Daniel Gaggini
Direção de produção: Luh Moreira
Realização e produção: MUK
Apoio: ProAC – Programa de Ação Cultural da Secretaria da Cultura do Estado de SP
Informações: http://cineinclusao.com.br/ / cineinclusao@muk.nu / (11) 2649-8508

Encerramento: 23 de setembro. Sábado, às 15h
Local: Unibes Cultural
Rua Oscar Freire, 2500 – Sumaré. SP/SP. Tel: (11) 3065-4333.
Teatro (350 lugares). Classificação: livre. Duração: 90 min.
Ingressos: GrátisConfirmar presença pelo e-mail cineinclusao@muk.nu.
Sessão com audiodescrição e tradução em Libras.


Assessoria de imprensa – VERBENA COMUNICAÇÃOEliane Verbena / João Pedro
Tel: (11) 2738-3209 / 99373-0181 - 
verbena@verbena.com.br


Comentários