Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - Plataforma Shop Sui encerra temporada de “Behind the Clothes”, no Kasulo

Plataforma Shop Sui encerra temporada de “Behind the Clothes”, no Kasulo

 Foto Leandro Moraes 

“Behind the Clothes”, criação da Plataforma Shop Sui, que transpõe para a cena movimentos de condicionamento do homem e os dispositivos da sociedade de consumo, faz últimas apresentações neste final de semana, no Kasulo Espaço de Cultura e Arte. A entrada gratuita. Com direção do bailarino e pesquisador Fernando Martins,“Behind the Clothes” reproduz diferentes traços de uma personalidade consumida por um sistema de repetição, onde movimentos, ações e reações parecem tão naturais que passam desapercebidos, mas escondem uma secreta linguagem. Como um reflexo do meio social, onde sucessivas e repetitivas representações condicionam o corpo, a rotina diária manifesta questões que impulsionaram os estudos do trabalho e a conversão dessa sensação em movimentos. Originalmente concebido como solo, em 2006, na Random Collision, organização fundada na Holanda, em parceria com outros seis coreógrafos, para da…

VISUAL ARTV - GALERIA LOMBARDI "NOVA GALERIA DEDICADA À FOTOGRAFIA AUTORAL É INAUGURADA NO JARDIM PAULISTANO, EM SÃO PAULO "











NOVA GALERIA DEDICADA À FOTOGRAFIA AUTORAL É INAUGURADA NO JARDIM PAULISTANO, EM SÃO PAULO 

Lombardi Galeria inicia sua trajetória com Fabiano Al Makulem individual que retrata o lado poético de cenas caracterizadas pelo acaso 
  
Lombardi Galeria, de Álvaro Lombardi, inaugura sua sede com a mostra " Minha Poesia Covarde", do fotógrafo paulistano Fabiano Al Makul, sob curadoria de Diógenes Moura. Composta por 30 imagens que exploram o fascínio do artista por cenas simples e espontâneas, encontradas ao acaso, a exposição é um aprofundamento na produção recente do artista, que chama atenção pelo olhar detalhista em busca de elementos como sombra e luz, conectando as cenas através da composição de polípticos pautados pela cor. 

Seus personagens são todos e nenhum. Na atual seleção, o humano aparece apenas em poucos registros, mas apenas como composição. Elementos ordinários do cotidiano, a pintura desgastada no asfalto, detalhes da arquitetura, destaques da natureza, a cadeira vazia. Temas banais elevados a categoria de obras de arte com a sofisticação do olhar no momento preciso da fotografia. É irritantemente belo. Esse drama, em poética, é o esplendoroso”, diz o artista. As imagens de Fabiano Al Makul contêm as referências das cidades por onde vagou, com câmera na mão, vítima do encontro ao acaso. Como um segredo, cada uma delas rompe a covardia de um verso. Nas palavras do curador: Nesse limite, não há saída: ou tudo, ou nada". 

“'A Minha Poesia Covarde' não é apenas um verso. Fabiano Al Makul não é apenas um fotógrafo. É transeunte. Ou 'enxerga' a cidade e sobrevive ou a 'vê' e desaparece. Eis a decisão final. Trata-se de um jogo no singular, um retrato, um livro aberto que página por página poderá mudar a cada instante”, define Diógenes Moura.


Fabiano Al Makul, Sem título (2017)


Exposição: "A Minha Poesia Covarde"
Artista: Fabiano Al Makul
Curadoria: Diógenes Moura
Coordenação: Álvaro Lombardi
Abertura: 20 de setembro de 2017, quarta-feira, às 19h
Período: 21 de setembro a 22 de outubro de 2017
Local: Lombardi Galeria
Endereço: Rua Joaquim Antunes, 187, Jardim Paulistano - São Paulo/SP 
Horários: Segunda a sexta-feira, das 10 às 19h / Sábado, das 12 às 16h 

Comentários