Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - PINA - DOMINIQUE GIGLIOT LE JUMELAGE (A geminação), 2018

VISUAL ARTV - Dragão7 apresenta Deus Lhe dê em Dobro






LogoVerbena-azul.jpg

Dragão7 apresenta Deus Lhe dê em Dobro no
CAC Walmor Chagas em São José dos Campos

Deus lhe Dê em Dobro (Júnior Lima e Leticia Bortoletto) -foto de Vanessa Dutra -1bb.jpgO Grupo Dragão7 de Teatro apresenta, no dia 28 de outubro (sábado, às 20h), o espetáculo Deus Lhe Dê em Dobro, no Centro de Artes Cênicas Walmor Chagas, em São José dos Campos (SP), com entrada franca.

No enredo, dois mendigos com limitações físicas esperam pelo seu salvador. Com muito bom humor a peça provoca reflexões sobre a condição humana no planeta, diante das questões sociais e econômicas.

Após a apresentação, o Grupo Dragão7 realiza um debate com o público sobre Acessibilidade. A discussão parte do jogo de dependência que se estabelece entre as personagens, caracterizadas pelas limitações físicas e sociais.

A montagem é uma adaptação da diretora Creuza F Borges para o texto A Cavaqueira do Poste, de Sérgio Mabombo (integrante do Grupo Lareira, de Maputo/Moçambique), resultado do intercâmbio que o Dragão7 desenvolve junto a países de língua portuguesa. 

Deus Lhe dê em Dobro é uma adaptação mais conivente com a realidade brasileira. Situações do cotidiano da cidade africana Maputo foram transportadas para o Brasil, para a cosmopolita São Paulo que tem problemas urbanos semelhantes, entre eles falta de moradia, saúde pública precária e exclusão social.

Sinopse

Zonda (vivida por Leticia Bortoletto) é cega. Tiri (interpretado por Junior Lima) tem os braços amputados. Eles são mendigos. Vivem pelas ruas com a esperança de que um dia o milionário Drumond Galaska volte, como prometera, para buscá-los e tirá-los da miséria. Enquanto aguardam, Zonda e Tiri falam sobre suas condições de vida, inegavelmente ligadas a questões complicadas como a acessibilidade social e econômica, a crise financeira mundial e a má distribuição dos recursos. Em debate também está o preconceito e a discriminação ao terem de encarar a opinião daqueles que defendem ser a pobreza culpa deles próprios, pois “nascem aos montes, sem ter sequer migalhas de pão para comer”.

Ficha técnica / Serviço

Texto original: Sergio Mabombo
Adaptação e direção: Creuza F Borges
Elenco: Leticia Bortoletto e Junior Lima
Produção: Grupo Dragão7
Fotos: Vanessa Dutra
Agradecimentos: Grupo Lareira e Sergio Mabombo
Duração: 60 min. Gênero: Tragicomédia

Espetáculo: Deus Lhe Dê em Dobro
Data: 28 de outubro. Sábado, às 20h - Única apresentação!
Debate/tema: Acessibilidade (às 21h)
Local: CAC Walmor Chagas
Ingressos: Grátis (retirar 1h antes da sessão)
Classificação: 12 anos. Capacidade: 80 lugares.
Informações: (12) 3941-7631 ou 99774-1801 (WhatsApp)

Contatos / Dragão7: (11) 3129-9513 / 5061-1132 / 94747-9509 / 99881-8721


Assessoria de imprensa: VERBENA COMUNICAÇÃO
Eliane Verbena / João Pedro
Tel: (11) 2738-3209 / 99373-0181 - verbena@verbena.com.br


Comentários