Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança

Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança                                                                                  Foto Leandro Moraes (O Boi Voador)

Em temporada de duas semanas, de 11 a 20/7 (quintas, sextas e sábados, às 19h), a Plataforma Shop Sui apresenta no Centro de Referência da Dança – CRDSP – espetáculo com duas coreografias: a remontagem de “Meu Doce Estimado”, criada originalmente para o Cesta de Dança, projeto da Quasar Companhia de Dança (2012), e o mais recente trabalho, “O Boi Voador”,solo de Fernando Martins, bailarino e diretor da companhia. A entrada é gratuita. “Meu Doce Estimado” fala da relação entre dois indivíduos estagnados pelas dificuldades de comunicação, que os levam para um universo mais visceral onde atitudes humanas e animais se perdem na sua realidade estabelecida. Inspirado em fragmento de texto de Clarice Lispector e em ação da própria escritora, que reescreve seu próprio texto, re-lido entre haspas em outro…

VISUAL ARTV - Sayonara Pereira, Luiza Banov e Luciana Hoppe Fazem a Terça Aberta no Kasulo de novembro





Sayonara Pereira, Luiza Banov e Luciana Hoppe
Fazem a Terça Aberta no Kasulo de novembro
Imagem inline 1
                                                              Foto: Vera Athayde (‘Caminhos – 1998-2017’)


A “Terça Aberta no Kasulo”ação permanente da Cia Fragmento de Dança, que propõe acolher trabalhos de dança, teatro e performance, acontece no dia 14, às 20h, com duas criações: começa com “Caminhos -1998-2017”, de Sayonara Pereira e Luiza Banov, e segue com “Bestiário”, de Luciana Hoppe.

Criada e dançada originalmente por Sayonara Pereira (1960), em 1998, na cidade de Essen (Alemanha), onde a autora viveu por 19 anos, “Caminhos” mostra diferentes estações de uma mulher vivendo a sua terceira década, e passando por algumas memórias inscritas no seu corpo, sempre guiada por imagens, vozes e ritmos oriundos de diferentes culturas.  A nova versão foca na ideia de transmissibilidade, como um tipo de “história oral-corporal”, trazida do passado e repassada para uma bailarina da contemporaneidade – no caso, Luiza Banov (1985), diretora do Núcleo Dédalos –, como maneira de encontrar outros acentos e atualizar o passado ao encontro de novos caminhos.
Em “Bestiário”, Luciana Hoppe traz para a cena uma profusão de animais –  anfíbios, lagartos, mamíferos – como desdobramento da evolução das espécies contida na evolução humana. Partindo da ideia de que somos uma coleção de animais, os bestiários da Idade Média, textos descritivos de criaturas naturais e fantásticas, com interpretação moralizadora, entram para borrar o limite entre o homem e o bicho, provocando visceralidade ao movimento.
Após as apresentações, as artistas abrem espaço para uma conversa, mediada por Vanessa Macedo (Cia Fragmento de Dança), Janaina Leite (Grupo XIX de Teatro), Angela Nolf (Unicamp), acompanhada por comidinhas que a própria companhia prepara, baseada na memória afetiva de seus integrantes.
Parte do projeto “Atravessamentos”, contemplado pelo Programa de Fomento à Dança, “Terça Aberta no Kasulo” tem entrada gratuita.
Imagens


Bestiário_Luciana-Hoppe_Fotografia_Natalia-Albuquerque



_________________________________________

Serviço: “Terça Aberta no Kasulo”, proposta da Cia Fragmento de Dança, dirigida por Vanessa Macedo.
Dia 14/11, terça-feira, às 20h
Apresentações: “Caminhos -1998-2017”, de Sayonara Pereira e Luiza Banov; e “Bestiário”, de Luciana Hoppe.
Kasulo - Espaço de Cultura e Arte 
(Rua Souza Lima, 300, Barra Funda, Metrô Marechal Deodoro - Linha Vermelha –
Tel:11 3666 7238).
Capacidade: 50 lugares
Ingressos: Grátis (retirada a partir das 19h; reservas pelo e-mail 
ingressociafragmento@gmail.com , com retirada até 19h40)

___________________________________

Fichas Técnicas
Caminhos -1998-2017”
Direção Geral, Coreografia e Transmissão:  Sayonara Pereira
Intérprete: Luiza Banov
Figurino e Adereços originais: Sigrid Lachnitt
Trilha sonora original: Thomas Dickmeis
Desenho de Luz original: Franco Mari
Técnicos: Afonso Costa e Letícia Oliveira
Duração: 35 minutos
Classificação Indicativa: 10 anos

“Bestiário”
Coreografia e Direção: Luciana Hoppe
Orientação de pesquisa: Silvia Geraldi
Trilha sonora: Haroldo Paraguassú de Souza
Iluminação: Juliana Morimoto
Figurino: Felipe Longo
Fotografia: Natalia Albuquerque
Produção executiva: Vanessa Moraes
Duração: 30 minutos
Classificação indicativa: 16 anos


Informações complementares:
Elaine Calux – assessoria de imprensa
11 33689940 | 964655686

Comentários