Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - ‘Dança se Move Ocupa’ traz um mês de ações culturais na Funarte SP

‘Dança se Move Ocupa’ traz um mês de ações culturais na Funarte SP
Organizado por artistas da dança de São Paulo, evento dinamiza o complexo cultural da Funarte, com 26 apresentações de núcleos artísticos, seis debates sobre temas que envolvem a arte e a cultura na atualidade nacional, nove oficinas, JAM de Contato Improvisação, performances, lançamento de livros e sessão de cinema.
                                                                         Foto: Fellipe Oliveira (“situação 3# posição amorosa”)
Entre 11 de novembro e 16 de dezembro, a Funarte São Paulo acolhe o ‘Dança se Move Ocupa’, uma intensa programação artística proposta pelo Movimento A Dança se Move, organização independente da dança contemporânea paulistana, que reúne algumas dezenas de núcleos artísticos, que vêm produzindo pesquisa e obras sempre antenados com os acontecimentos no Brasil e no mundo. Mesmo sem nenhum tipo de apoio financeiro, durante as cinco semanas do evento, os artistas estarão mobilizados com apr…

VISUAL ARTV - VERVE GALERIA EXIBE INDIVIDUAL DE DUDU GARCIA


INVENTÁRIO 1





VERVE GALERIA EXIBE INDIVIDUAL DE DUDU GARCIA

"Inventário" apresenta recorte da produção do artista ao longo de seus dezesseis anos de carreira, com pinturas criadas a partir do uso de materiais orgânicos 

A Verve Galeria inaugura "Inventário", do artista plástico brasileiro Dudu Garcia, sob curadoria de Marcus de Lontra Costa. A individual, composta por 12 pinturas em técnica mista, busca reunir, pela primeira vez, um recorte de sua produção, abordando como tema principal o tempo e a matéria, em uma pesquisa sobre a expansão dos limites da pintura.

Entre o abstracionismo informal e o hiper-realismo, o trabalho de Dudu Garcia procura trazer o deslocamento de paisagens urbanas despercebidas para dentro da tela, sendo o diálogo com a ação do tempo uma das principais ferramentas utilizadas em sua investigação pictórica. Ao se utilizar de materiais como carvão, pó de pedra, poeira, linóleo, borracha e limo, suas pinturas tomam forma em suportes que variam entre telas de linho, cânhamo e canvas de algodão. Nos dizeres do próprio artista: "Meu trabalho é muito orgânico. As cores são cores naturais que encontramos no mundo, fora da pintura. A técnica envolve monotipia, infusão, colagem, pintura, todos feitos em técnica muito autoral, desenvolvida dentro do studio". 

Para a mostra na Verve Galeria, foram selecionados trabalhos realizados entre 2002 e 2018, no intuito de criar um amplo panorama da produção do artista. Sobre essa produção, o curador Marcus de Lontra Costa comenta: "Há, em sua ação, uma espécie de aura romântica, um compromisso com a criação do belo e com a revelação de um mundo escondido diante de nosso olhar. Para ele, o artista é um desbravador, um descobridor, e a tarefa maior de seu ofício é desnudar os véus do olhar. A pintura é instrumento de sensibilização, simples e sofisticada como o pão e o vinho. Através de manchas de cores formadas por camadas de tinta sobrepostas, o trabalho do artista revela um processo pictórico sensível e bem elaborado". 

Acerca de sua inspiração para criar, Dudu Garcia acredita no exercício prático e contínuo do trabalho como fonte de ideias e de realização. "Seus objetos, desenhos, pinturas, esculturas superam as tradicionais classificações da arte e se afirmam como elementos totêmicos de grande força e potência visual, revelando um artista maduro, inteligente e sensível, que domina os seus meios expressivos e insere a sua produção na vigorosa arena complexa e perturbadora que abriga e espelha a arte contemporânea e seu papel fundamental no mundo em que vivemos", conclui Marcus de Lontra Costa.
Imagens
INVENTÁRIO 2



Exposição: "Inventário"
Artista: Dudu Garcia
Curadoria: Marcus de Lontra Costa
Coordenação: Allann Seabra e Ian Duarte Lucas
Abertura: 09 de abril de 2018, segunda-feira, às 19h
Período: 10 de abril a 26 de maio de 2018
Local: Verve Galeria – www.vervegaleria.com
Endereço: Rua Lisboa, 285 – Jardim Paulista, São Paulo – SP
Telefone: (11) 2737-1249
Horários: Terça a sexta-feira, das 10 às 19h / Sábado, das 11 às 17h
Número de obras: 12
Técnica: Pintura


Assessoria de Imprensa - Balady Comunicação – Silvia Balady/ Zeca Florentino
Tel.: (11) 3814.3382 – contato@balady.com.br


Dudu Garcia
Vive e trabalha no Rio de Janeiro onde desenvolve sua pesquisa desde 2001. Integra o grupo de artistas da Fábrica Bhering, tendo sido ele o primeiro ocupante do local. Já participou de diversas mostras em Museus e Galerias no Brasil e no exterior. Expôs no Museu de Arte Moderna do Rio e da Bahia, Centro Cultural dos Correios, Paço Imperial, Galerias Luisa Strina e Nara Roesler. No exterior já expôs na França (Galerie Debret), Inglaterra (Gallery 32), Bélgica (Tendler Gallery), EUA (Violet Ray) e Japão (Motoazabu Gallery - Roppongi Hills). Suas obras compõem o acervo permanente de instituições como MAM-RJ, MAM-BA, Centro Cultural dos Correios e Centro Cultural Cândido Mendes. Entre as coleções particulares estão a da BGA - Brazil Golden Art e o acervo dos colecionadores portugueses Paulo e Rosário Pimenta. Importantes críticos já escreveram sobre seu trabalho. Entre eles, Reynaldo Roels, Marcus Lontra, Fernando Cocchiarale, Marcos Campos, Roberto Cabot e Jaqueline Vojta.


Verve Galeria
A Verve é uma galeria de arte contemporânea fundada em São Paulo, em 2013. Em seus espaços, tendo à frente Allann Seabra e Ian Duarte Lucas, transita por diversos meios e linguagens. Nascida do entusiasmo e inspiração que animam o espírito da criação artística, a Verve Galeria é abrigo para diferentes plataformas de experimentação contemporânea. A eloquência e sutileza que caracterizam seu nome também estão presentes na cuidadosa seleção de artistas e projetos expositivos. Por entender que as linguagens artísticas são processos contínuos e complementares, representa novos talentos e profissionais consagrados que transitam livremente entre a pintura, fotografia, escultura, vídeo, site in situ, site-specific, gravura e o street art. A galeria ocupa uma casa centenária, e na diversidade de seus espaços expositivos emergem possibilidades de curadoria que vão além do tradicional formato do "cubo branco". Ao abrir-se para a rua, estabelece franco diálogo com o patrimônio construído de São Paulo, cumprindo a função integradora entre a arte, o público e a cidade. Busca ir além da venda direta de arte, promovendo mostras regulares, palestras e workshops, assim como o intercâmbio e parcerias com artistas e galerias no Brasil e no exterior.

Comentários