Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança

Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança                                                                                  Foto Leandro Moraes (O Boi Voador)

Em temporada de duas semanas, de 11 a 20/7 (quintas, sextas e sábados, às 19h), a Plataforma Shop Sui apresenta no Centro de Referência da Dança – CRDSP – espetáculo com duas coreografias: a remontagem de “Meu Doce Estimado”, criada originalmente para o Cesta de Dança, projeto da Quasar Companhia de Dança (2012), e o mais recente trabalho, “O Boi Voador”,solo de Fernando Martins, bailarino e diretor da companhia. A entrada é gratuita. “Meu Doce Estimado” fala da relação entre dois indivíduos estagnados pelas dificuldades de comunicação, que os levam para um universo mais visceral onde atitudes humanas e animais se perdem na sua realidade estabelecida. Inspirado em fragmento de texto de Clarice Lispector e em ação da própria escritora, que reescreve seu próprio texto, re-lido entre haspas em outro…

VISUAL ARTV - Cora Laszlo e Bárbara Elias fazem o Cartografia do Possível do CRDSP




Cora Laszlo e Bárbara Elias fazem o
Cartografia do Possível do CRDSP
ENTRE O ÓBVIO E O NUNCA VISTO + Cora Laszlo + Barbara Elias
    No sábado, 23/6, o programa Cartografia do Possível do Centro de Referência da Dança de São Paulo - CRDSP - apresenta “Entre o Óbvio e o Nunca Visto”, trabalho Cora Laszlo, que consiste em seis versões e, em cada uma delas,  a bailarina forma dupla com um outro artista. Nesta, Cora divide a cena com Bárbara Elias. O espetáculo começa às 19h e tem entrada gratuita.
     A estratégia cênica de “Entre o Óbvio e o Nunca Visto” é a improvisação, não somente na dança, mas também na música e na iluminação. A trilha sonora, composta  e executada ao vivo por Christian Laszlo, transita por diversos gêneros musicais, épocas e sonoridades; a luz, de Wanessa Di Guimarães, delimita os espaços, as cores e os tons, e atua como cenografia acompanhando o fluxo da cena in loco. Jussara Miller respondeu prela provocação cênica inicial para o desenvolvimento da criação.
  Para Cora Laszlo, trabalhar com o improviso reforça o apuro de sua formação na Técnica Klauss Vianna, que pesquisa a improvisação, e reflete o momento atual da arte no Brasil em profundo caos. “Tratar do improviso na cena traz a prontidão, a vivacidade e a oportunidade de lidar com essa realidade em desordem no presente da ação e aos olhos da plateia”, afirma.
   Cora Laszlo e Barbara Elias se conheceram em 2015 quando dançaram a peça "Claraboia", criada e dirigida por Morena Nascimento e Andreia Yonashiro, e desde então permaneceu o desejo de entrarem juntas em cena.
   "Entre o Óbvio e o Nunca Visto" foi contemplado pelo Proac Primeiras Obras 2017.
____________________________________________
Serviço:
Cartografia do Possível
23/6 (sábado), às 19h
“Entre o óbvio e o nunca visto”, com Cora Laszlo e Barbara Elias 
Sala Ivonice Satie
Lotação: 70 lugares
Duração: 60  Minutos 
Classificação indicativa: livre
Grátis

Centro de Referência da Dança de São Paulo – CRDSP
Baixos do Viaduto do Chá, s/n – acesso pela Rua Formosa (próximo às estações Anhangabaú do Metro -
Tel: 32143249 | 953013769)


Link do trabalho:
“Entre o óbvio e o nunca visto” – Cora Laszlo e Bárbara Elias


Informações adicionais:

Elaine Calux
11 33689940 | 964655686
Coordenação de Comunicação CRDSP
(11) 3214 3249 / 9 8526 3528



Comentários