Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança

Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança                                                                                  Foto Leandro Moraes (O Boi Voador)

Em temporada de duas semanas, de 11 a 20/7 (quintas, sextas e sábados, às 19h), a Plataforma Shop Sui apresenta no Centro de Referência da Dança – CRDSP – espetáculo com duas coreografias: a remontagem de “Meu Doce Estimado”, criada originalmente para o Cesta de Dança, projeto da Quasar Companhia de Dança (2012), e o mais recente trabalho, “O Boi Voador”,solo de Fernando Martins, bailarino e diretor da companhia. A entrada é gratuita. “Meu Doce Estimado” fala da relação entre dois indivíduos estagnados pelas dificuldades de comunicação, que os levam para um universo mais visceral onde atitudes humanas e animais se perdem na sua realidade estabelecida. Inspirado em fragmento de texto de Clarice Lispector e em ação da própria escritora, que reescreve seu próprio texto, re-lido entre haspas em outro…

VISUAL ARTV - SESC PIRACICABA INAUGURA 14ª BIENAL NAÏFS DO BRASIL








SESC PIRACICABA INAUGURA 14ª BIENAL NAÏFS DO BRASIL   

Sob o título “Daquilo que Escapa”, a edição 2018 apresenta bordados, desenhos, esculturas, gravuras, pinturas, vídeos, entre outros 

Após receber 583 inscrições, provenientes de diversos estados do país, a mostra seleciona 107 naïfs brasileiros e expõe mais de 200 trabalhos 

Sesc Piracicaba inaugura a 14ª edição da Bienal Naïfs do Brasil, sob o título "Daquilo que Escapa", com curadoria de Armando QueirozJuliana Okuda Ricardo Resende. Composta por bordados, desenhos, esculturas, gravuras, pinturas, vídeos, entre outras técnicas, produzidas por 121 artistas (107 selecionados e 14 convidados), de 21 estados do país, a Bienal se reafirma como maior evento de arte naïf do país, destacando peças que simbolizam não apenas a infinidade de relações do homem com a fauna, a flora, com o sagrado e o religioso, mas também o caráter transgressor e insubordinado do artista naïf, sua visão crítica, engajamento e resistência. Dentre os 107 selecionados, 4 artistas recebem o prêmio “Destaque-Aquisição” - seus trabalhos passam a integrar o Acervo Sesc de Arte Brasileira -, 5 são premiados na categoria “Incentivo”, além de 4 “Menções Especiais”, sendo o júri de Premiação composto por Armando Queiroz, Fabiana Delboni e Moacir dos Anjos. 

Para a Bienal Naïfs do Brasil 2018, a comissão curatorial ressalta a impossibilidade de exaurir a complexidade das vidas e das obras de todos os artistas que demonstraram interesse em participar, ou mesmo dos que foram escolhidos e convidados a expor. “A ingenuidade como forma de respeito, ao adentrar a casa de alguém, um pedido de licença para abordar qualquer aspecto que não nos pertença. Foram muitas visitas às casas ateliês num desejo explícito da curadoria de conhecer a ambiência de vida e criação desses artistas”, comentam Armando QueirozJuliana Okuda Ricardo Resende sobre o processo de seleção e montagem da exposição. Baseados no que viram e ouviram, os curadores desta Bienal 

IMAGENS
Bienal Naïfs do Brasil.

Bienal Naïfs do Brasil.

Bienal Naïfs do Brasil.


Bienal Naïfs do Brasil.









...

Comentários