Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - ART SY: Editorial A loja de artigos de arte italiana que mantém técnicas de pintura renascentistas

VISUAL ARTV -- VERVE GALERIA - VERVE GALERIA EXIBE INDIVIDUAL DE GUILHERME LICURGO









VERVE GALERIA EXIBE INDIVIDUAL DE GUILHERME LICURGO 
  
"Manifesto" expõe trabalhos inéditos com o conteúdo mais político  apresentado pelo fotógrafo  
  
A Verve Galeria inaugura "Manifesto", do fotógrafo brasileiro Guilherme Licurgo, sob curadoria de Ian Duarte Lucas. Composta de quinze trabalhos inéditosesta é sua produção de conteúdo mais político  apresentado. Fruto de seu cultivado olhar crítico, o fotógrafo lança luz sobre a histórica exclusão da população brasileira nos processos de tomada de decisão no país. 
  
Mergulhado dramaticamente em uma interminável crise política e econômica, o Brasil encontra-se em situação caótica. Diante deste contexto, a nova série de Guilherme Licurgo ganha ainda mais relevância com a proximidade das eleições presidenciais, tomando como ponto de partida a generalizada sensação de ausência de diálogo entre cidadão e governo, ainda mais sensível neste período. Nos dizeres do fotógrafo: “'Manifesto’ é a dialética entre o indivíduo e o coletivo. Uma representação de pensamentos apoiados nas máximas de grandes referências da Sociologia e da Filosofia, que se desenrolam ao me redor, aqui e agora”. 
  
partir de referências de pensadores clássicostais como Hegel e Émile Durkheim, passando pelos contemporâneos Zygmunt Bauman e Slavoj Žižek, Guilherme Licurgo encontra nesses pensadores o fio condutor de sua pesquisa. “Em sequências de cheios e vazios, de multidões e solidões, o fotógrafo aponta com maestria a relação entre a esfera individual e coletivaem cenas que não precisaram ser produzidascujo significado aparece no simples registro da realidadecomenta Ian Duarte Lucas.   
  
Para além de uma constatação pessimista, o trabalho coloca em discussão o atual estado das coisas, convite para uma ação transformadora, encontrando na máxima “O verdadeiro é o todo”, de Hegel, a sua redenção. Desta forma, o fotógrafo assina o seu manifesto. “Vemos ali os corpos - tão característicos de seu trabalho - mais do que nunca presentes: toda a sua potência manifestando o devir político do coletivo”, conclui o curador.    
  



<div class="m_8
--

Zeca Florentino
---
Balady Comunicação
Tel.: 11 3814.3382

5 anexos —  Exibir todas as imagens
Manifesto.1.jpg
182K Visualizar 
Manifesto.3.jpg
183K Visualizar 
Manifesto.2.jpg
188K Visualizar 
Manifesto.3.jpg
183K Visualizar 

Comentários