Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - GALERIA MARCELO GUARNIERI - sala 1 | LIUBA sala 2 | Claudia Jaguaribe - Encontro com LIUBA

GALERIA  MARCELO GUARNIERI


Galeria Marcelo Guarnieri sala 1 | LIUBA sala 2 | Claudia Jaguaribe - Encontro com LIUBA abertura 15 de março de 2019 / 19h - 22h período de exposição 15 de março – 11 de maio de 2019  Alameda Lorena, 1835 São Paulo, Brasil



infowww.galeriamarceloguarnieri.com.br
A Galeria Marcelo Guarnieri apresenta na sua sede de São Paulo a segunda exposição individual da artista búlgara radicada brasileira LIUBA. A sala será ocupada por uma plataforma de blocos de concreto que servirá de base para as esculturas, posicionadas em diferentes níveis de altura, seguindo um projeto expositivo concebido pela artista. Além das esculturas, serão apresentados desenhos e relevos de parede, todos eles produzidos entre as décadas de 1960 e 1980. 



LIUBA  (1923, Sófia - Bulgaria, 2005, São Paulo - SP), chegou no Brasil em 1949 já para estabelecer um ateliê em São Paulo, onde viviam seus pais desde o ano anterior. Durante a década de 1950, a artista transitou por diversos países da Europa, das Amé…

VISUAL ARTV - Zé Brasil lança primeiro CD solo no Sesc Belenzinho



Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: LogoVerbena-azul - vert.jpg
Zé Brasil lança primeiro
CD solo no Sesc Belenzinho

Descrição: Descrição: Descrição: Descrição: Zé Brasil -foto por Edgar Franz -b.jpgSérgio Hinds, Pedro Baldanza e Marinho Testoni são convidados do show.

Parceiro de Arnaldo Baptista, dos Mutantes, em Cabelos Dourados, música em homenagem a Rita Lee, o cantor, compositor e violonista Zé Brasil lança seu primeiro CD solo, homônimo, no Sesc Belenzinho, no dia 31 de agosto, sexta, às 21h30.

Considerado um dos grandes nomes do rock paulistano dos anos 1970, o artista convidou os parceiros Sérgio Hinds (O Terço), Pedro Baldanza (Som Nosso de Cada Dia) e Marinho Testoni (Casa das Máquinas) para o show de lançamento na Comedoria da unidade. Zé Brasil (violão) apresenta-se acompanhado por Silvia Helena (voz), Julio Manaf (guitarra), Mário Baraçal (baixo) e Alexandre Barreto (bateria).

O álbum Zé Brasil sai depois de mais de 40 anos de carreira, na qual criou e tocou com vários grupos e artistas, tocando pelo Brasil e pelo mundo. Além de Zé Brasil no violão, arranjos de base e direção musical, o álbum conta com vários músicos da cena rock de São Paulo, entre eles o baterista Rolando Castello Jr. (Patrulha de Espaço), os guitarristas Edgar Scandurra (banda Ira!), Julio Manaf, Gus Soularis e Edu Gomes; os tecladistas Jimmy Pappon, Adriano Grineberg, Tuca Camargo e Billy Forghieri, entre outros.

Ele confessa: “Posso dizer que esse é o trabalho que mais me exigiu em todos os sentidos. Não é exagero falar que é a realização de um sonho juvenil que iniciou aos 15 anos. De lá pra cá, gravei muita coisa que me proporcionou um sentimento de realização artística, mas nada se compara a essa proximidade da ‘perfeição’ que o disco me trouxe. Cheguei muito perto do que intencionava e muitas vezes superei minha própria expectativa”.

O álbum traz faixas autorais como Tudo a VerNovo Éden e Peregrino, além de Segredo da Vida e Já Era de Aquarius, parcerias com Silvia Helena e Nico Queiroz, respectivamente. Zé explica a escolha das músicas: “O repertório levou alguns anos para ser definido. Escolhi músicas inéditas, com um significado para mim e resgatei nosso primeiro sucesso discográfico, a música Novo Éden, que foi e sempre será um marco na minha vida. Ela marcou meu encontro com minha parceira de estrada musical e de vida, a cantora Silvia Helena, com quem sou casado e trabalho até hoje”.

Zé Brasil explica a diferença entre esse disco-solo e seus trabalhos com banda: “A principal característica é a concepção, que deixa de ser um exercício coletivo com ensaios e convivência, para se tornar um trabalho diário de criação e eleboração individual. Sabia muito bem o que queria defender minhas intenções e posições”.

O artista - Paulistano, Zé Brasil é compositor, intérprete, músico e produtor, desde 1970, com passagens pelo EUA, Reino Unido, França e Espanha. Fundou o Apokalypsis, em 1974, que foi a revelação do rock paulistano, no ano seguinte. Criou vários grupos (Space Patrol, Delinqüentes de Saturno, UHF) e tocou com conhecidos artistas do rock brasileiro como Arnaldo Baptista (Mutantes), Billy Forghieri (Blitz) e Edgard Scandurra (Ira!).


Serviço

Show: Zé Brasil & banda
Data: 31 de agosto. Sexta, às 21h30
Local: Comedoria (500 pessoas).
Não recomendado para menores de 18. Duração: 1h30.
Ingressos: R$ 20,00 (inteira); 10,00 (aposentado, pessoa com + de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor da escola pública com comprovante) e R$ 6,00 (credencial plena do Sesc: trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo credenciado no Sesc e dependentes). Venda pelo Portal e unidades do Sesc.

Sesc BelenzinhoEndereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP). Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento: Para espetáculos com venda de ingressos após as 17h: R$ 15,00 (não matriculado); R$ 7,50 (credencial plena no SESC - trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário).
Imagem                                                                                                                                                  

Assessoria de imprensa - Período: 15/07 a 02/12/2018
VERBENA ComunicaçãoEliane Verbena / João Pedro
Tel: (11) 2738-3209 / 99373-0181 - 
verbena@verbena.com.br

Sesc Belenzinho
Tel : (11) 2076-9762imprensa@belenzinho.sescsp.org.br
SESC SP | Facebook | Twitte

Comentários