Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança

Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança                                                                                  Foto Leandro Moraes (O Boi Voador)

Em temporada de duas semanas, de 11 a 20/7 (quintas, sextas e sábados, às 19h), a Plataforma Shop Sui apresenta no Centro de Referência da Dança – CRDSP – espetáculo com duas coreografias: a remontagem de “Meu Doce Estimado”, criada originalmente para o Cesta de Dança, projeto da Quasar Companhia de Dança (2012), e o mais recente trabalho, “O Boi Voador”,solo de Fernando Martins, bailarino e diretor da companhia. A entrada é gratuita. “Meu Doce Estimado” fala da relação entre dois indivíduos estagnados pelas dificuldades de comunicação, que os levam para um universo mais visceral onde atitudes humanas e animais se perdem na sua realidade estabelecida. Inspirado em fragmento de texto de Clarice Lispector e em ação da própria escritora, que reescreve seu próprio texto, re-lido entre haspas em outro…

VISUAL ARTV - Terça Aberta no Kasulo reúne trabalhos com temática LGBTQ -ENTRADA GRÁTIS




Terça Aberta no Kasulo reúne
trabalhos com temática LGBTQ
                                                                                                                                                                                                                                                                   Foto Camila Rios (Manifesto Ku- Artur de Maia)

Três trabalhos com temática LGBTQ inauguram a nova fase da Terça Aberta no Kasulo (dia 25/9, às 20h), dentro do projeto “Dança Depoimento em contágio”, da Cia Fragmento de Dança, contemplado agora pelo 24º edital do Programa de Fomento à Dança para a cidade de São Paulo: “situação 3: posição amorosa”, de Wellington Duarte (diretor do Núcleo Entretanto), junto com Daniel Fagundes; “Manifesto Kú” (em processo), do ator, bailarino e performer recifense Artur de Maia; e “Barbie Black Swan – Ser ou não cisne?”, do bailarino gaúcho Andrew Tassinari.
A ação, que teve início em 2016, em 2017 recebeu o Prêmio Denilto Gomes, na categoria “Difusão em Dança”, e seguiu de forma independente em 2018, realizou 18 edições, apresentando um total de 48 criações em dança, teatro e performance, de artistas que desejavam compartilhar seus processos colocando-os em debate. Em cada terça-feira mensal, uma média de três trabalhos dividiram as noites e trocaram impressões entre si e com o público, sob a mediação das curadoras Janaína Leite (atriz do Grupo XIX de Teatro) e Vanessa Macedo (bailarina e diretora da Cia Fragmento de Dança).

O primeiro trabalho, “situação 3: posição amorosa” faz parte de uma série que Wellington Duarte vem construindo desde 2016,  por meio de ações que fazem uma evocação direta ao corpo e suas capacidades, a fim de construir situações coreográficas em suas potências políticas. Neste trabalho, Wellington e Daniel Fagundes partem de Hudinilson Junior (1957-2013) e a noção criada por esse artista multimídia  sobre as distâncias que separam um corpo do outro, o que está entre o eu e seu duplo, e no espaço entre o amor e o sexo.
Na sequencia, “Manifesto Kú”, é uma tentativa de subverter o dialeto das bocas de poder e retomar a escuta do outro lado do tubo digestivo-comunicacional, reconhecendo neste orifício comum e abominado a possibilidade de reorganização geopolítica do corpo. Artur de Maia é um dos fundadores do Coletivo MÓ, dirigido por Naomi Silman (LUME Teatro).
No experimento cênico “Barbie Black Swan – Ser ou não cisne?”, Andrew Tassinari brinca com a figura de Odille, o cisne negro do conhecido balé do repertório clássico “O Lago dos Cisnes”. Desconstrói sua imagem num pensamento contemporâneo de arte, a partir de uma boneca-bicho-drag com os conflitos e futilidades que lhe assombram desde o lago de onde veio até o mais urbano ambiente por onde passa. Com formação em dança clássica e contemporânea, Andrew integrou a Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre, a Eduardo Severino Cia. de Dança, a GEDA Cia de Dança Contemporânea e a Cia. Espaço em Branco.
Durante todo o evento, comidinhas são preparadas pelos integrantes da Cia Fragmento de Dança e vendidas no bar do Kasulo - Espaço de Cultura e Arte, sede da Cia que recebe as edições do projeto.
Em outubro (dia 9), a Terça Aberta trará os trabalhos “Réquiem para uma Face Perdida”, de Raymundo Costa, com interpretação de Fernanda Bueno, e “Vomain/Mamvoin”, de Gervasio Braz.
A entrada é sempre gratuita.
---------------------------------------------------------------------------
Imagens:                                                                    
manifesto ku - foto Camilla Rios 

situação 3 posição amorosa - foto Keiny Andrade  

Barbie Black Swan – Ser ou não cisne  




_____________________________________________

Serviço:
Terça Aberta no Kasulo, proposta da Cia Fragmento de Dança.
Dia 25/9, terça-feira, às 20h.
Com: “situação 3: posição amorosa” (Wellington Duarte e Daniel Fagundes); “Manifesto Kú” (Artur de Maia); e “Barbie Black Swan – Ser ou não cisne?” (Andrew Tassinari).
Kasulo - Espaço de Cultura e Arte
(Rua Souza Lima, 300, Barra Funda, Metrô Marechal Deodoro - Linha Vermelha - Tel 11 3666 7238).
Capacidade: 40 lugares
Ingressos: Grátis (retirada a partir das 19h até 19h40; reservas pelo e-mail 
Duração: 90 min. | Classificação Indicativa: 16 anos


Fichas técnicas dos trabalhos:
“situação 3: posição amorosa”
Direção geral: Wellington Duarte | Os que dançam: Daniel Fagundes e Wellington Duarte | Ambientação cenográfica: Wellington Duarte| Desenho de luz: Maria Basulto e Wellington Duarte | Música: Daniel Fagundes | Fotos: Keiny Andrade | Produção: Jota Rafaelli - MoviCena Produções | Assistente de produção: Rafael Costa | Realização: Núcleo EntreTanto, da Cooperativa Paulista de Teatro
 “Manifesto Kú”
Direção, concepção e performance: Artur de Maia | Provocação artística: Janaína Leite | Dramaturgismo: Lara Duarte | Iluminação e Figurino: Cyntia Monteiro | Fotos: Camilla Rios
“Barbie Black Swan – Ser ou não cisne?”
Concepção e performance: Andrew Tassinari | Direção: Andrew Tassinari e Davi Giordano


Informações adicionais:
Elaine Calux – assessoria de imprensa
11 33689940 | 964655686

Comentários