Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - ‘Dança se Move Ocupa’ traz um mês de ações culturais na Funarte SP

‘Dança se Move Ocupa’ traz um mês de ações culturais na Funarte SP
Organizado por artistas da dança de São Paulo, evento dinamiza o complexo cultural da Funarte, com 26 apresentações de núcleos artísticos, seis debates sobre temas que envolvem a arte e a cultura na atualidade nacional, nove oficinas, JAM de Contato Improvisação, performances, lançamento de livros e sessão de cinema.
                                                                         Foto: Fellipe Oliveira (“situação 3# posição amorosa”)
Entre 11 de novembro e 16 de dezembro, a Funarte São Paulo acolhe o ‘Dança se Move Ocupa’, uma intensa programação artística proposta pelo Movimento A Dança se Move, organização independente da dança contemporânea paulistana, que reúne algumas dezenas de núcleos artísticos, que vêm produzindo pesquisa e obras sempre antenados com os acontecimentos no Brasil e no mundo. Mesmo sem nenhum tipo de apoio financeiro, durante as cinco semanas do evento, os artistas estarão mobilizados com apr…

VISUAL ARTV - ‘Dança se Move Ocupa’ traz um mês de ações culturais na Funarte SP




‘Dança se Move Ocupa’ traz um mês
de ações culturais na Funarte SP

Organizado por artistas da dança de São Paulo, evento dinamiza o complexo cultural da Funarte, com 26 apresentações de núcleos artísticos, seis debates sobre temas que envolvem a arte e a cultura na atualidade nacional, nove oficinas, JAM de Contato Improvisação, performances, lançamento de livros e sessão de cinema.

image.png
                                                                         Foto: Fellipe Oliveira (“situação 3# posição amorosa”)    

Entre 11 de novembro e 16 de dezembro, a Funarte São Paulo acolhe o ‘Dança se Move Ocupa’, uma intensa programação artística proposta pelo Movimento A Dança se Move, organização independente da dança contemporânea paulistana, que reúne algumas dezenas de núcleos artísticos, que vêm produzindo pesquisa e obras sempre antenados com os acontecimentos no Brasil e no mundo.
Mesmo sem nenhum tipo de apoio financeiro, durante as cinco semanas do evento, os artistas estarão mobilizados com apresentações, oficinas, cursos, debates, lançamento de livros, sessão de cinema e, principalmente, para reunir e trocar entre si e com o público experiências para o fortalecimento da arte e da cultura como produtoras de universo simbólico, que possibilite existências mais singulares, fluidas e diversas.
No domingo, dia 11/11, às 15h, inaugura o evento o “Ato-Fórum contra a Precarização da Arte e da Cultura”, que traz como convidado central para a discussão o psicanalista, psicólogo,  professor e escritor Christian Dunker, notabilizado pela renovação do pensamento de Jacques Lacan, a partir das idéias da filosofia social crítica, da antropologia pós estruturalista e das ciências da linguagem.
A partir de 17/11, com “Ato Infinito”, o mais recente trabalho da iNSAiO Cia de Arte, que fala sobre aglutinação e resistência, e “Dança para Camille”, dueto da Cia Fragmento de Dança, inspirado na vida e obra da escultora francesa Camille Claudel, têm início as apresentações coreográficas, sempre seguidas de debate com um artista mediador, que prosseguem com mais 24 trabalhos até o encerramento do evento, geralmente apresentados às sextas, sábados e domingos. Entre as criações estão “situação 3# posição amorosa”, dueto em que Wellington Duarte e Daniel Fagundes dialogam com a obra homoerótica de Hudinilson Jr para construir situações coreográficas em suas potências políticas; “Eu Elas”, de Juliana Moraes, que faz uso de gestos e posturas socialmente aceitos como femininos, para desconstruir e questionar esses comportamentos aprendidos; “Canto dos Malditos”, solo de Marcos Abranches que exacerba no corpo a solidão, o fracasso e a desesperança frente às atrocidades da vida; e Vera Sala, com “Pequenos Estudos para Não Morrer”, onde recolhe, nos destroços do corpo, potências para reinventar o que o tempo fez esquecer.  
No último dia (16/12), três criações encerram a programação: “Solos de Rua“, um jogo coreográfico do ...Avoa! Núcleo Artístico, inspirado no texto manifesto “As Embalagens”, do artista polonês Tadeusz Kantor; Estado de Coisas: Flutuante”, trabalho do núcleo Menos 1 Invisível, que experimenta os sentimentos de exclusão e precariedade como força para significar e compor;  e “Selfie é Autoretrato?”, de Beto Amorim, que contrapõe  inquietações do poeta português Fernando Pessoa sobre a tomada de consciência do processo de individuação com representações de si geradas pelo hábito atual de se auto fotografar com aparelhos celulares.
Debates, oficinas e outras ações
Nas noites de sextas-feiras, a programação reserva espaço para conversas, debates e seminários: dia 16/11, o tema foca nos “Movimentos civis organizados – participação da sociedade na criação de políticas públicas – cooperativismo/sindicalismo”, tendo à frente das discussões Sandro Borelli, presidente da Cooperativa de Dança, Rudifran Pompeu, da Cooperativa de Teatro, Dorberto Carvalho e Maria Pia Finocchio, presidentes dos Sindicatos representativos do teatro (SATED) e da dança (SindDança), respectivamente. “Lógica de Choque: Dança e Mercado" é o seminário do dia 23, com mesa formada por Helena Bastos, Helena Katz e Vera Sala. Dia 30, o debate sobre “Dança na Universidade”, organizado por Zélia Monteiro, Angela Nolf e Rafael Petri, começa após a apresentação do grupo T.16 Dança das Artes do Corpo. A conversa do dia 7/12, ”O artista negro na dança contemporânea”, será  conduzida por Everton Ferreira, Erika Moura, Erica Azeviche, Ricardo Januário, Mainá Santana e Wellington Duarte por meio de vivência inspirada na prática da Constelação Familiar, que se baseia na tradição Zulu e outras primogênitas, de respeito e reverência à ancestralidade. Com a participação de Solange Borelli e Marcelo Dino Fraccaro, o último debate, “Dança na América Latina e as Redes de Reciprocidades”, reflete sobre os modos de organização e produção de coletivos e artistas da dança que integram os países da América Latina.
Sete oficinas práticas de dança, com foco em dramaturgia, improvisação, criação, consciência corporal e abordagens de educação somática, uma teórica sobre o funcionamento e elaboração do orçamento municipal da cidade de São Paulo, e uma JAM de Contato Improvisação também acontecem em dias e horários variados, para ampliar a possibilidade de participação. ‘O Dança se Move Ocupa’ também fará uma sessão de exibição do filme “Outono 2”, concebido por Beth Bastos e o artista visual Sandro Miano, que propõe uma reflexão entre a pausa na dança e a pausa na fotografia, enfatizando a permanência da imagem, seguida pela performance “Observatório”, que convida o público a captar imagens, com celulares, câmeras, desenhos, e participar da construção da composição em tempo real, na área externa da Funarte.
Realizada num momento importante vivido pela Arte e a Cultura no país, como forma de resistência, coesão, pulsação de vários corpos e vozes, o “Dança se move Ocupa” reafirma a relação de parceria histórica da Funarte com os movimentos artísticos ao longo de sua existência.
As atividades têm preço simbólico de 5 e 10 reais.
Abaixo a programação completa, também disponível no site e na página do evento:

Imagens:
1. Christian Dunker+Divulgacao

4. Dança para Camille+Fragmento de Dança+Foto Flaviana Benjamin

5- Posição Amorosa - Foto  -Fellipe Oliveira

6. relation x - imagem nic para divulgação 

7. Renato Vasconcelos+foto Artur Nero

8. JULIANA MORAES+ foto Cris Lyra

9. Estudo para Epifania-Dual Cena Contemporânea

11. canto dos malditos+marcos abranches+Foto Alberto Schwartzberg

12. FAROFA-TRA+foto divulgação

14. Núcleo Pedro Costa+foto Naava Bassi

15. MARCUS MORENO+fotoSilvia Machado

17. luciana hoppe+foto Felipe Longo

______________________________________________________________
Serviço:
Dança se Move Ocupa – seis debates e palestras; 26 espetáculos, performances e intervenções urbanas; nove oficinas; uma Jam, lançamento de livros e exibição de filme.
De 11/11 a 16/12
Complexo Cultural Funarte SP
Alameda Nothmann, 1058 - Campos Elíseos, São Paulo – Tel: (11) 3662-5177
Ingressos: contribuição simbólica de R$ 10,00 (R$ 5,00 – meia), para cada atividade | individual.
Informações: Solange Borelli e Wellington Duarte
whatsApp  11.99635.2219 (Solange)  11.98267.5622 (Wellington)

Programação
Abertura
11/11 (domingo), 15h –– “AtoFórum contra a Precarização da Arte e da Cultura”, com Christian Dunker,
Trabalhos coreográficos
17/11 (sábado), 19h – Apresentações: “Ato Infinito” | InSaio Cia. de Arte, e “Dança para Camille” | Cia. Fragmento de Dança - mediação: Welligton Duarte
18/11 (domingo), 18h – Apresentações: “Situação 3# Posição Amorosa” | Núcleo Entretanto e “Relation X’ | Núcleo Improvisação em Contato - Mediação: Zé Maria Carvalho
23/11 (sexta), 19h –  Apresentação “Vol. 0”  | Renato Vasconcelos
24/11 (sábado), 19h – Apresentações “Eu Elas” | Juliana Moraes e “Estudo para Epifania” | Dual Cena Contemporânea - Mediação: Helena Bastos
25/11 (domingo), 18h – Apresentações “Oxalá tem as chaves de todas as portas diante de mim…”| Zé Maria Carvalho e Vitor Trindade e “Canto Dos Malditos” | Marcos Abranches - Mediação: Juliana Moraes
30/11(sexta), 19h – Apresentações “Farofa.Trá!” |Grupo T.16 Dança das Artes do Corpo e “Experimentopó#1”| Mumbra Corpomóvel
1/12 (sábado), 19h – Apresentações “Ensaio sobre a Neve Marinha” | Marcus Moreno e “Enquanto houver Corpo” | Núcleo Pedro Costa Cia. de Dança - Mediação: Ricardo Neves
2/12  (domingo),  18h  – Apresentações “Pequenas Estudos Para Não Morrer” | Vera Sala e “Bestiário” | Luciana Hoppe - Mediação: Cleia Plácido
7/12 (sexta), 19h – Performance de Eliana de Santana
8/12 (sábado), 18h30 – Apresentações “Fresta” | Isadora Massoni e “Terra de Ninguém” | Núcleo Kasa - Mediação: Tatiana Melitello
9/12 (domingo), 17h – Performance “Observatório” | núcleo pausa, sob direção de Beth Bastos + Apresentações “Frestas. Horizontes.” | Rubia Braga e “Para ser ver o que é possível” | Leticia Sekito – Mediação: Angela Nolf
14/12 (sexta), 19h – Apresentação “Juanita, o caminho invisível” | Juanita
15/12 (sábado), 19h – Apresentações “Desassossego” | Marcelo Pessoa e “Corpo Crustáceo” | Michele Carolina - Mediação: Vera Sala
16/12 (domingo), 18h – Apresentações “Solos de Rua” |  ...Avoa! Núcleo Artístico; “Estado de Coisas:  Flutuante” | núcleo menos 1 invisível e “Selfie é Autoretrato?” | Beto Amorim - Mediação Leticia Sekito
Seminários / Debates:
11/11 (domingo), 15h – Abertura – “AtoFórum contra a Precarização da Arte e da Cultura”, com Christian Dunker,
16/11 (sexta), 19h – Lançamento de Publicação “Taanteatro: Forças & Formas” + Debate: “Movimentos civis organizados – participação da sociedade na criação de políticas públicas - cooperativismo/sindicalismo” – Debatedores: Sandro Borelli, Dorberto Carvalho, Rudifran Pompeu e Maria Pia Finocchio.
23/11 (sexta), 19h – Seminário  “Lógica de Choque: Dança e Mercado” – Helena Bastos, Helena Katz e Vera Sala
30/11(sexta), 19h – Debate “Dança na Universidade” – Zélia Monteiro, AngelaNolf, Rafael Petri
7/12 (sexta), 19h – Debate “O artista negro na dança contemporânea” – Everton Ferreira, Erika Moura, Erica Azeviche, Ricardo Januário, Mainá Santana, Wellington Duarte
14/12 (sexta), 19h – Debate “A Dança na América Latina e as Redes de Reciprocidades” – Solange Borelli e Marcelo Dino Fraccaro
Oficinas e JAM
21/11 (quarta), 14h às 17h – Oficina  “Dramaturgia Corporificada” – Luciana Hoppe
22/11 (quinta), 18h às 22h – Oficina “Estratégias de Participação Social no Orçamento Municipal de São Paulo” – José Renato F. de Almeida
27/11 (terça), 14h as 17h – Oficina de “Improvisação” –Zélia Monteiro e Hernandes de Oliveira
28/11 (quarta), 18h às 21h – Oficina “Movimento: encontro e criação” – Marcus Moreno
29/11 (quinta), 10h às 13h – Oficina “Como estar em estado de dança, juntos?” – Leticia Sekito/ Companhia Flutuante
29/11 (quinta), 14h as 17h – Oficina “Dance Yoga Action” – Núcleo Kasa
5/12 (quarta), 18h às 20h – Oficina “A dança dos Diafragmas do corpo” – Cléia Plácido
6/12 (quinta), 18h as 20h – JAM de “Contato Improvisação” – Cia Damas em Trânsito e os Bucaneiros convidando Cléia Plácido.
11/12 (terça), 19h às 22h – Oficina “Sobre Klaus Vianna” – Beth Bastos e Zélia Monteiro
13/12 (quinta), 14h as 17h – Oficina “Dance Yoga Action” – Núcleo Kasa
____________________________________________________________
Dança se Move Ocupa – Programação Completa
De 11/11 a 16/12
Abertura
11/11 (domingo), 15h – Debate
AtoFórum Contra a Precarização da Arte e da Cultura
Convidado: Christian Dunker
Psicanalista, psicólogo,  professor e escritor, Christian Dunker notabilizou-se pela renovação do pensamento de Jacques Lacan, a partir das idéias da filosofia social crítica, da antropologia pós estruturalista e das ciências da linguagem.

16/11 (sexta), 19h – Lançamento de Publicação + Debate
Movimentos civis organizados – participação da sociedade na criação de políticas públicas – cooperativismo/sindicalismo
Debatedores: Sandro Borelli (Cooperativa de Dança), Dorberto Carvalho e Rudifran Pompeu (Cooperativa deTeatro), Maria Pia Finocchio (SindDança).
O encontro propõe discutir o que move os artistas a se agregarem para fortalecerem estratégias de sobrevivência e como organizações coletivas coexistem confluindo numa mesma direção.
“Taanteatro: forças & formas”
Lançamento do livro, que traz abordagens práticas e teóricas da dinâmica Taanteatro – uma investigação da linguagem performática a partir de duas noções: princípio tensão e corpo expandido.
Edição: Wolfgang Pannek | Textos: Maura Baiocchi, Wolfgang Pannek

17/11 (sábado), 19h – Apresentações – Mediação: Welligton Duarte
Ato Infinito | InSaio Cia. de Arte
“Ato Infinito” traz, num espaço em colapso, corpos que se negam a sucumbir após o desmoronamento e descobrem na aglutinação uma possibilidade para resistir e existir até a exaustão.
Concepção e direção: Claudia Palma | Intérpretes criadores: Carolina Canteli, Cristina Ávila, Everton Ferreira, Luiza Alves, Marina Matheus, Natália Franciscone | Trilha sonora: Guilherme Marques | Desenho de luz: Hernandes de Oliveira | Ambientação cenográfica: Suiá Ferlauto Figurinos: Rogério Romualdo | Provocação filosófica: Rodrigo Vilalba |Fotografias: Claudio Higa | Registro em vídeo: Osmar Zampieri | Produção: Cristiane Klein - Dionísio Produção Cultural | Assistência de produção: Cristina Ávila
Classificação etária: 14 anos | Duração: 35 minutos
Dança para Camille | Cia. Fragmento de Dança
Criação de Vanessa Macedo inspirada na vida e obra da escultura francesa Camille Claude “Dança para Camille” traz dois corpos sós acompanhados de seus duplos – frente e verso, luz e sombra e tudo o que está no espaço ‘entre’.
Coreografia e direção: Vanessa Macedo | Com Maitê Molnar e Vanessa Macedo | Trilha Sonora: Gustavo Domingues | Luz: Sandro Borelli |Fotos: Flaviana Benjamin
Classificação etária: 14 anos | Duração: 25’

18/11 (domingo), 18h – Apresentações – Mediação: Zé Maria Carvalho
Situação 3# Posição Amorosa | Núcleo Entretanto
Em situação 3# posição amorosa, Wellington Duarte e Daniel Fagundes dialogam com a obra homoerótica de Hudinilson Jr e buscam instaurar um caráter insurgente no corpo, a fim de construir situações coreográficas em suas potências políticas.
Direção Geral: Wellington Duarte | Os Que Dançam: Daniel Fagundes e Wellington Duarte | Música: Daniel Fagundes | Fotos: Fellipe Oliveira | Produção: Jota Rafaelli - MoviCena Produções | Assistente de Direção: Rafael Costa
Classificação etária: acima de 16 anos | Duração: 30 minutos |
Relation X | Núcleo Improvisação em Contato
“Relation X” explora, por meio do Contato Improvisação, os limites físicos de situações de conflito a que estão sujeitas todas as relações, passando por um largo espectro de emoções, que vão do amor ao seu extremo oposto, o ódio.
Direção Geral, Artística e Concepção: Ricardo Neves | Intérpretes: Ricardo Neves, Dresler Aguilera, Felipe Cirilo, Manuela Aranguibel Molano e Ricardo Aparecido Silva | Música ao vivo: Maurício Fernandes | Figurino: o Núcleo Improvisação em Contato | Produção: Radar Cultural Gestão e Projetos - Solange Borelli
Classificação: 12 anos | Duração: 30 minutos

21/11 (quarta), 14h às 17h
Oficina de Dramaturgia Corporificada – Luciana Hoppe
A Dramaturgia corporificada trata da experiência somática do Body-MindCentering® como potência criativa de movimento. Por meio do estudo aprofundado da anatomia, fisiologia e sensações, é possível explorar diferentes qualidades expressivas, presença e composição.
Inscrições: No local. O interessado deverá chegar 1 hora antes, para se inscrever.
Número de vagas: 15
Público Alvo: Artistas da Cena e demais interessados na temática, acima de 16 anos.
Carga horária: 3 horas
Investimento: R$ 10,00

22/11 (quinta), 18h às 22h
Oficina Estratégias de Participação Social no Orçamento Municipal de São Paulo –José Renato F. de Almeida
A oficina visa oferecer ferramentas para o público entender como funciona a elaboração do orçamento municipal da cidade, desde sua implicação com o PPA (Plano Plurianual de Governo) até a Execução Orçamentária, e apresentar os diversos mecanismos de participação social para construção e execução deste orçamento.
Inscrições: No local. O interessado deverá chegar 1 hora antes, para se inscrever.
Número de vagas: 60
Público Alvo: Artistas da Cena e demais interessados na temática, acima de 16 anos.
Carga horária: 4 horas
Investimento: R$ 10,00

23/11 (sexta), 19h – Apresentação + Seminário
Vol. 0 | Renato Vasconcelos
“Vol 0” é uma dança silenciosa, que ora revela o espaço ora revela as possibilidades de trânsito entre um lugar e outro. Em princípio, é um convite para ouvir um mesmo som e ver/sentir uma mesma movimentação em que as alterações tendem ao zero.
Criação e interpretação: Renato Vasconcellos | Provocadoras: Tatiana Cotrim, Flavia Paiva e Aline Paes | Música: Renato Vasconcelos e Renato Jimenes | Fotos: Arthur Nero
Classificação etária: Livre | Duração: 22 minutos
Seminário Lógica de Choque: Dança e Mercado
Participantes: Helena Bastos, Helena Katz e Vera Sala
A dança e sua crescente economização das formas de vida. Nessa direção, que corpos políticos e circuitos se produzem e nos implicam? Como estas articulações nos afetam enquanto artistas nas nossas produções e conduções? A partir dessas premissas propomos uma discussão sobre lógica de choque entre dança e mercado.
Público Alvo: Artistas da cena, produtores, programadores, curadores, pesquisadores e demais interessados na temática.
Classificação etária: Livre | Duração: 120 minutos.

24/11 (sábado), 19h – Apresentações – Mediação: Helena Bastos
Eu Elas | Juliana Moraes
Movendo-se intensamente, porém mantendo-se sentada durante longos minutos, Juliana Moraes faz uso de gestos e posturas socialmente aceitos como femininos, especialmente a partir dos anos 50 (com a expansão da televisão, do cinema, da propaganda e agora das redes sociais), para desconstruir e questionar esses comportamentos aprendidos.
Direção, coreografia e interpretação: Juliana Moraes | Música: Laércio Resende | Desenho de luz: Juliana Moraes e Armando Junior | Montagem e operação de luz: Armando Junior | Produção: Complementar Produções |Agradecimentos: Maria Mommensohn, Gustavo Sol, Andrea Herdeg e Key Sawao | Fotografia: Cris Lyra
Classificação etária: livre | Duração: 30 minutos
Estudo para Epifania | Dual Cena Contemporânea
O solo questiona a sobrevivência, encontrando uma afirmação que faça o artista visível a uma sociedade que o inventa vazio de seus valores. Mártir de si mesmo, guerreiro de seus princípios, o homem, particularmente o nordestino, encontra força para sobreviver entre o caos, a seca, a guerra, a fome, a fé.
Direção: Ivan Bernardelli | Orientação dramatúrgica: Luís Alberto de Abreu | Criação: Kleber Cândido e Ivan Bernardelli | Elenco: Kleber Cândido | Iluminação: Osvaldo Gazotti | Direção musical: Rodrigo Mercadante | Figurino: Otávio Matias | Fotografia: Alí
Classificação etária: Livre | Duração: 20 minutos

25/11 (domingo), 18h – Apresentações – Mediação: Juliana Moraes
Oxalá tem as chaves de todas as portas diante de mim…| Zé Maria Carvalho e Vitor Trindade
Performance  desenvolvida nos Encontros Improváveis do núcleo OMSTRAB. Tradição e contemporaneidade, um encontro que se dá com a produção de imagens-sensações, a partir de intensidades sonoras/afetivas, tendo Oxalá como força propulsora. 
Classificação etária: Livre | Duração: 30 minutos
Canto Dos Malditos | Marcos Abranches
O solo exacerba no corpo a solidão, o fracasso e a desesperança frente às atrocidades da vida. Como um desabafo, Marcos Abranches traz para a cena seus conflitos e questões sobre o homem e a sua inconsistência, sobre a precariedade das relações que nunca se completam, sobre amor e abandono, o canto de todos os malditos.
Direção Geral, Artística, Concepção e Coreografia: Marcos Abranches | Assistente de direção: Jefferson Duarte | Orientação dramatúrgica: Sandro Borelli | Trilha sonora/Concepção: Marcos Abranches | Ambientação sonora: Pedro Simples | Operação de vídeo, som e luz: Pedro Simples | Fotos e Vídeos: Gal Oppido | Apoio: APAA - Associação Paulista dos Amigos da Arte - e Galeria Olido | Direção de produção: Solange Borelli – RADAR CULTURAL Gestão e Projetos
Classificação etária: Livre | Duração: 25 minutos 

27/11 (terça), 14h as 17h
Oficina de Improvisação – Zélia Monteiro e Hernandes de Oliveira
As Oficinas Interdisciplinares são mais um espaço para compartilhar o conhecimento desenvolvido pelo Núcleo de Improvisação. Procuram articular o estudo de procedimentos corporais e suas possíveis relações com a luz, a música e o espaço cenográfico, em busca da construção de sentidos.
Inscrições: No local. O interessado deverá chegar 1 hora antes, para se inscrever.
Número de vagas: 15
Público Alvo: Artistas da Cena e demais interessados na temática, acima de 16 anos.
Carga horária: 3 horas
Investimento: R$ 10,00

28/11 (quarta), 18h às 21h
Oficina Movimento: encontro e criação – Marcus Moreno
A partir da ideia de que um corpo tem seu próprio repertório, que vai se constituindo a cada novo acontecimento, a cada nova troca com outros corpos e com o ambiente em que está inserido, a proposta deste workshop é despertar os participantes para o estudo do movimento por meio de improvisações dirigidas.
Inscrições: No local. O interessado deverá chegar 1 hora antes, para se inscrever.
Número de vagas: 15
Público Alvo: Artistas da Cena e demais interessados na temática, acima de 16 anos.
Carga horária: 3 horas
Investimento: R$ 10,00

29/11 (quinta), 10h às 13h
Oficina Como estar em estado de dança, juntos? – Leticia Sekito/ Companhia Flutuante
Trazendo como referência princípios da dança contemporânea, da abordagem somática do Body-MindCentering(tm), do Aikidô e do método do DanceAbility®, o objetivo é fortalecer relações entre as pessoas, o espaço e o momento presente, criando um encontro em dança.
Inscrições: No local. O interessado deverá chegar 1 hora antes, para se inscrever.
Número de vagas: 15
Público Alvo: Artistas da Cena e demais interessados na temática, acima de 16 anos.
Carga horária: 3 horas
Investimento: R$ 10,00

29/11 (quinta), 14h as 17h
Oficina Dance Yoga Action – Núcleo Kasa
O Núcleo KASA compartilha esta prática que desenvolve na construção cênica e na pesquisa em dramaturgias do corpo, unindo os princípios da Dança Contemporânea, da Hatha Vinyasa Yoga e do Teatro, para o exercício da consciência corporal, do condicionamento físico e da expressividade criativa em movimento.
Inscrições: No local. O interessado deverá chegar 1 hora antes, para se inscrever.
Número de vagas: 15
Público Alvo: Artistas da Cena e demais interessados na temática, acima de 16 anos.
Carga horária: 3 horas
Investimento: R$ 10,00

30/11(sexta), 19h –<span style="font-fami
...

Comentários