Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - PINA - DOMINIQUE GIGLIOT LE JUMELAGE (A geminação), 2018

VISUAL ARTV - DezEncontros - Teatro Shopping West Plaza, Sala Laura Cardoso- Estréia dia 22/nov./2018



DezEncontros



Estreia no dia 22 de novembro inaugurando a sala Laura Cardoso do Teatro do Shopping West Plaza, o espetáculo DezEncontro. A peça contará com um elenco rotativo formado pelos atores Carlos Bonow, Rafael Zulu, Ana Carolina Dias e Laura Proença.

A vida é a arte do encontro. A frase de Vinícius de Moraes pegou, virou citação e entrou para o imaginário coletivo. Isso porque, após encontrar-se com alguém várias vezes você nunca mais se esquecerá desta pessoa. Em outras palavras, depois de alguns encontros esse novo alguém passa a fazer parte da sua vida, quer você queira ou não.

O encontro de duas pessoas se assemelha ao contato de duas substâncias químicas: se alguma reação ocorre, ambos sofrem uma transformação. Esta frase, um tanto menos famosa, mas não menos esclarecedora é de Carl Jung. E podemos usá-la para definir sobre o que estamos falando. É sobre encontros. Duas pessoas. Duas vidas que de vez em quando se cruzam. E uma mexe com a outra. Há reações e após cada um destes encontros, eles se transformam.

A peça DezEncontros narra os encontros (e também os desencontros) do casal Herbert e Rosane. Eles se conhecem num baile do colégio. São jovens, cheios de dúvidas, medos, espinhas e incertezas. Nesta época, ele era conhecido como Globo Terrestre e ela Lombriga da Etiópia. Foi quando deram seu primeiro, desajeitado e inesquecível beijo. Ambos estão fora dos padrões e são terrivelmente virgens. A partir desse momento, por mais que não tenham levado uma relação romântica, ambos continuam se encontrando sempre.

Anos mais tarde, estão na faculdade, com hormônios circulando exaustivamente por suas correntes sanguíneas. Como não poderia deixar de ser Rosane finalmente tem sua primeira experiência sexual em cima de um colchonete jogado no chão do quarto da república de Herbert.

Ficha Técnica:

Texto: Alessandro Marson
Direção: Wender Bendelleck
Elenco: Ana Carolina Dias, Carlos Bonow, Laura Proença e Rafael Zulu
Produção executiva: Joaquim Vidal
Produção local: Gerardo Franco
Assessoria de imprensa: Fabio Camara

Serviço:

LOCAL: Teatro Shopping West Plaza, Sala Laura Cardoso (Av. Francisco Matarazzo, s/n – Água Branca), 140 lugares
DATA: 22/11 até 15/12 (quinta e sexta 21h e sábado 21h30).
INGRESSOS: Quinta e Sexta R$ 70,00 e Sábado R$ 80,00
INFORMAÇÕES: (11) 4858-1421
DURAÇÃO:  75 min
CLASSIFICAÇÃO:  14 anos

EQUIPE: 
Rafael Zulu: estreou como ator nos palcos, quando participou da peça “Onde está você agora?” (2004), com direção de Regina Antonini. Foi em turnê pelo Brasil com “Eu sei que vou te amar” (2004), um musical com poesias de Vinícius de Moraes, que foi convidado para integrar o elenco da novela ‘Prova de Amor’ (2005), da Rede Record, com o personagem Bira. Logo depois, através de Jorge Fernando e Walcyr Carrasco, Zulu conquistou o personagem Leonardo em “Sete Pecados” (2007). Desde então, participou de várias produções da TV Globo. Esteve nas séries “Casos e Acasos” (2008) e “Toma Lá Dá Cá” (2008). Em novelas, interpretou Caco em “Caras e Bocas” (2009), também de Walcyr Carrasco e Jorge Fernando, arrasou como Adriano, o jornalista de moda na novela “Ti Ti Ti” (2010) e viveu “Edvaldo” na novela das 21h, “Fina Estampa” (2011), do autor Aguinaldo Silva. Logo em seguida, voltou à Rede Record para viver Mauro Barreto na trama das 22h, “Balacobaco” (2012). Em 2013, o ator fez parte do sucesso teatral “Pequeno Dicionário Amoroso”, de Sandra Werneck, ao lado de Eri Johnson e com direção de Jorge Fernando. No mesmo ano, atuou no longa “Na Estrada”, uma coprodução entre Alemanha e Brasil. Depois disso, ele retornou à TV Globo para a novela “Em Família” (2014) com o personagem Théo. No mesmo ano, foi convidado para interpretar o sedutor Elder na série “O Sexo e as Negas” (2014) de Miguel Falabella e gravou como convidado “Os Suburbanos” (2015), do canal Multishow. Na novela “Sol Nascente” (2016), de Walther Negrão, interpretou seu primeiro vilão, o João Amaro, braço direito da inescrupulosa D. Sinhá, vivida por Laura Cardoso. Em 2015, estreou o infantil “Os Aventureiros no Reino Congelado” como diretor. Além disso, esteve empenhado na produção de dois longas, “Homens de Negócios” e “Um Tira Sangue Bom”. Dois anos depois, dirigiu a peça sobre a vida do jornalista Lair Rennó, em turnê pelo Brasil. Seu último personagem foi o enfermeiro Cido na nova novela das 21h de Walcyr Carrasco, “O Outro Lado do Paraíso” (2017).
Ana Carolina Dias: estreou na televisão em 1997 na telenovela infantil “Caça Talentos”, da Rede Globo. Em 2001, foi do elenco de “Bambuluá” como a personagem Tatá; posteriormente, interpretou Juju em “Malhação. Aos 15 anos, começou a comandar a “TV Globinho”, onde ficou três anos, junto com outras apresentadoras. Ainda em 2003, fez uma participação especial no programa “Turma do Didi; em 2004, no “Sítio do Picapau Amarelo. Nos anos de 2006 e 2007, já fora da “TV Globinho”, ela fez a personagem Maria em “Páginas da Vida. Em 2009 e 2010, interpretou Carú em “Viver a Vida. Em 2010 participa do seriado “S.O.S. Emergência”. Trabalhou na novela “Fina Estampa, em que interpretou Deborah, personagem que fez sucesso. Em 2014, interpretou a vilã Carmem Godinho na telenovela “Império”.
Carlos Bonow: estrou na TV em 1990 na novela “Gente Fina” TV Globo e participou de mais de 20 novelas com destaque para “Anjo Mau”, “Uga Uga”, “Kubanakan”, “Senhora do Destino”, “Pé na Jaca”, e “O Outro Lado do Paraíso” na Rede Globo. Na Record esteve no elenco das novelas “Amor e Intrigas”, “Pecado Mortal”, “Os Dez Mandamentos” entre outras. No cinema atuou nos longas “Se Eu Fosse Você 2” e “Até que a Sorte nos Separe”



Fabio Camara
Assessoria de Imprensa e Produções
(11) 2640-0278
(11) 9 9131-6727



Comentários