Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

GALERIA ROBERTO CAMASMIE DESTACA NOVA YORK EM MOSTRA DE FOTOGRAFIA

GALERIA ROBERTO CAMASMIE DESTACA NOVA YORK EM MOSTRA DE FOTOGRAFIA “New York, New York” apresenta o olhar de Marcello Barbusci e Thales Trigosobre aspectos humanos e urbanísticos desta cidade mágica, em imagens coloridas e em preto e branco

VISUAL ARTV - Programação de LITERATURA SESC BELENZINHO – Novembro/2018





LogoVerbena-azul - vert.jpg
Programação de LITERATURA
SESC BELENZINHO – Novembro/2018


Bibliotecas: Livro, Palavra Livre
Com Arte Negus
Mediações: Promove encontros sobre a temática das ações em torno da leitura.

Os artistas trazem consigo malas. O curioso é que dentro delas há o bilhete de passagem para viagens diversas: uma série de livros de tamanhos, papéis e formatos diferentes, cheios de histórias, personagens, intrigas e brincadeiras. Eles contam as histórias, mediando a leitura, para que aquilo que está dentro do papel ganhe espaço e possa entrar nas mentes e corações dos ouvintes. Cia Arte Negus é um grupo que acredita na comicidade como modo de transformar a sociedade. Para eles, um riso muda não só um momento, mas na longa duração pode mudar um dia, uma semana, pode mudar uma vida toda. A partir dessa crença, realizam atividades em diferentes segmentos: artes cênicas, narração de histórias, artes visuais e literatura. Fundado em 2007, somam à comicidade a oralidade e os saberes populares como campo de referência estética e conceitual.
Local: Biblioteca. Livre. Grátis.
02/11. Sexta, das 11h às 16h
03/11 a 22/12. Sábados e domingos, das 11h às 16h
15/11. Quinta, das 11h às 16h

Bibliotecas / para crianças: Ninho Cantante
Com Camila de Sá, Andrea Lopes e Lucas Lopes
Mediações: Promove encontros sobre a temática das ações em torno da leitura.

Entre caixinhas de música e apitos de pássaros, Ninho Cantante nasce da necessidade inventada de trançar espaço de aconchego itinerante para pousos e nutrição de encontros poéticos, lúdicos e afetivos. Inspirada na poética das miudezas de Manoel de Barros, a instalação evoca a importância do singelo, da receptividade atenta no olhar e na escuta, propondo um retorno à era da "invencionática", convidando pássaros adultos e crianças a adentrarem um ninho em tamanho de gente grande para alçar voos extra-cotidianos. Camila de Sá - Artista-criadora de multilinguagens, compositora e preparadora musical. Graduada em Ciências Sociais, estudante de Artes Visuais, cursou técnico em Canto Popular e Teoria Musical. Trabalhou no Artinclusiva da UNESP, ONG Transformar para o Desenvolvimento da Pessoa com Deficiência e Centro de Convivência da Pessoa com Deficiência de Embu das Artes e coletivo feminino de poetas Terra Vermelha. É diretora musical do coletivo Encarnadas e integrante do coletivo Mira. Em parceria com Giovanni Di Ganzá, prepara seu primeiro álbum autoral Riacho dos Quatro Ventos. Idealizadora do primeiro Ninho Cantante: uma instalação afetivo-poética (cantigas e poemas haicais premiados). Desenvolve o projeto Úterra com peças de cerâmica inspiradas nas temáticas do feminino. Andrea Lopes é atriz e arte-educadora. Como atriz participou dos espetáculos: Calabar (dir. Heron Coelho), Breviário (de Chico Buarque e Ruy Guerra) no SESC Paulista, Desmonte - A Grande Obra (Cia. de Domínio Público), Em Cena: Ações!!! (leituras cênicas e musicais), Da Senzala À FavelaGeraldo Filme - Carnaval e Tradição (dir. Heron Coelho), Operetas (Cia. de Domínio Público), A Resistível Ascensão de Arturo Ui (de Narradores), Os Pecados Mortais (dir. Paula Coelho), Brinquedos QuebradosAssassinato do Anão do Caralho Grande (dir. Marco Antonio Rodrigues) e Couro de PiolhoLucas Lopes é mineiro formado em Artes Visuais pela Universidade Federal de Uberlândia. Trabalha como arte-educador orientando ateliês e oficinas de artes visuais e fotografia. Desenvolve trabalhos de criação e direção de arte com o Coletivo Grão; fez a direção de arte do espetáculo FEIO, voltado ao público surdo e cego, e desenvolvei material visual para o projeto Coisolândia (CCSP).
Local: Biblioteca.
Livre. Grátis.
04/11 a 16/12. Domingos, das 11h às 16h
20/11. Terça, das 11h às 16h

Curso: Se Essa Rua Fosse Minha: oficina de lambe-lambe para mulheres (cis e trans)
Com: Ryane Leão e Lela Brandão
Arte no Urbano - Atividades em artes visuais e literatura que dialogam com a cultura urbana e suas diversas formas de expressão.

Encontros que têm o intuito da produção de lambes com o objetivo de amplificar a voz de mulheres nas ruas de São Paulo, por meio da colagem de lambes produzidos pelas mesmas.
Local: Oficina III.
Grátis. Não recomendado para menores de 16.
17 a 20/11. Terça, sábado e domingo, das 14h30 às 17h30

Curso: Criação de Narrativas Através de Imagens
Com Aline Shinzato da Silva

Curso que aborda o processo da criação com imagens, explorando, com exercícios de percepção visual e experiências de instigação poética, a natureza da imagem, formas de registro e recursos para a construção da narrativa visual. Aline Shinzato é artista visual formada pela UNESP (2016), designer e ilustradora. Pesquisa caminhada e deriva como método para a arte. Produz publicações independentes e mantém o projeto Cidade (in)visível, desde 2016, esboçando por onde caminha.
Local: Oficina III
Grátis. Não recomendado para menores de 14.
Até 7/11. Quartas, das 19h às 22h

Curso: Conservação Preventiva e Pequenos Reparos
Com Luiza Kumagai

O curso ensina pequenas ações que podem ser realizadas no dia a dia em acervos privados ou públicos. Em Conservação Preventiva serão apresentados os materiais necessários para a realização cotidiana de higienização de livros e documentos, incluindo também o ensino de técnicas de higienização e identificação de problemas que costumam aparecer em acervos bibliográficos (livros/documentos). Em Pequenos Reparos serão ensinadas técnicas para conter algumas problemáticas, a exemplo de rasgos e páginas soltas, utilização de materiais neutros e removíveis, que tragam estabilidade para o material até que seja possível a realização de intervenções especializadas no documento. Luiza Kumagai é formada em Conservação e Restauro de Bens Móveis pela PUC de São Paulo e é técnica em Museologia pela Escola Técnica Parque da Juventude.  Possui seis anos de atuação em ateliers de restauro, projetos de conservação e restauro em acervos públicos e privados e montagem de exposições.
Grátis. Local: Oficina III.
Não recomendado para menores de 14.
23/10 a 13/11. Terças, das 14h30 às 17h30

Oficina: Revelando a África - Oficina Fotográfica
Com Juvenal Pereira
Ações para a Cidadania.

Oficina que objetiva expandir o conhecimento sobre a África por meio da fotografia, contando com as obras de 18 fotógrafos africanos contemporâneos. A África é pouco estudada no Brasil, considerando que, aqui, a duração do período que manteve negros vindos da África, escravizados, foi de 1550 até 1888, oficialmente. “Outro dado relevante é que a invenção da fotografia coincidiu com as verdadeiras origens da presença europeia na África e, depois de novembro 1839, permitiu a documentação da incursão europeia cada vez mais decisiva na política de África, economia, religião e cultura. Também transmitida para o mundo exterior a sua primeira imagem do Continente Africano imenso e indecifrável.” (Nicolas Monti/ Africa Then – Thames and Hudson)Juvenal Pereira - Fotógrafo, especializado em fotojornalismo. A partir de 1970, atuou como reconhecido fotojornalista para vários jornais e revistas do Brasil como O Cruzeiro, Veja, Isto É, O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo. Foi um dos mentores da criação do Mês Internacional da Fotografia, apresentado no Sesc Pompéia em São Paulo; representou o Brasil no Mois de la Photographie, em Paris, em 1992. Com exposições em diversos museus, seus trabalhos fotográficos são parte de importantes coleções privadas e públicas como a do MAM de São Paulo ou a do MASP, entre outros. Em março de 2018, a Radio USP iniciou a transmissão do Programa Revelando a África com entrevistas feitas por Juvenal Pereira e Dilma M Silva. É a primeira vez na historia da Radio USP que transmite um programa totalmente dedicado à África.
Local: Oficina III
Grátis. Livre.
24 a 25/11. Sábado e domingo, das 14h30 às 17h30

Contação de histórias: Conta com a Gente - Contos sobre luta e resistência
Com Giuliano Tierno, Mariana Per e Bruno Cordeiro
Conta com a Gente - Programação focada na oralidade.

Conta com a Gente é uma roda de histórias para adultos que acontece mensalmente na Biblioteca do Sesc Belenzinho, sempre com um tema diferente, na qual dois narradores e um músico apresentam contos e encantam aqueles que já saíram da infância. Em novembro, Ana Luísa Lacombe, Giuliano Tierno e Bruno Cordeiro trocam histórias com o público sobre luta e resistência. Os narradores e o músico convidam as pessoas presentes na biblioteca a ouvir as histórias. Durante a sessão, entre narrativas e músicas, os espectadores podem ser encorajados a também exporem as suas narrativas. Ana Luísa Lacombe é atriz desde 1981, e vem dedicando-se à arte de contar histórias nos últimos 15 anos.  Bruno Cordeiro é ator, diretor e professor teatral com Licenciatura em Artes-Teatro pela Unesp, além de violonista, cantor, compositor de trilha para teatro e diretor musical. E Giuliano Tierno é escritor, pesquisador e professor; doutorando e mestre em arte e educação pelo programa de pós-graduação do Instituto de Artes da UNESP.
Local: Biblioteca.
Grátis. Livre
27/11. Terça, das 20h às 21h30

Sarau: Slam da Guilhermina
SP: Invenções Literárias - Há uma história da literatura na cidade de São Paulo e há história de São Paulo na literatura.

O Slam da Guilhermina acontece mensalmente, desde fevereiro de 2012, na Zona Leste paulistana, em uma praça anexa a estação Guilhermina-Esperança do metrô. É o primeiro Slam de rua do Brasil. Reúnem-se aproximadamente em torno de 300 pessoas entre poetas, público, alunos de escolas do bairro e transeuntes que ao voltar do trabalho ou da faculdade param para ouvir poesia. Em Novembro, o Slam da Guilhermina realiza uma edição no projeto São Paulo: Invenções Literárias, do Sesc Belenzinho.
Local: Comedoria.
Grátis. Não recomendado para menores de 18.
28/11. Quarta, das 20h às 22

Imagens                                                                                                                                                  
Livro, Palavra Livre - Cia Ate Negus -divulgação 1b

Ninho Cantante -divulgação -1

Slam da Guilhermina - divulgação 1

Conta com a Gente -foto divulgação


Serviço

Sesc BelenzinhoEndereço: Rua Padre Adelino, 1000
Belenzinho – São Paulo (SP). Telefone: (11) 2076-9700
www.sescsp.org.br/belenzinho

Estacionamento: Para espetáculos com venda de ingressos após as 17h: R$ 15,00 (não matriculado); R$ 7,50 (credencial plena no SESC - trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo/ usuário).

Assessoria de imprensa - Período: 15/07 a 02/12/2018
VERBENA ComunicaçãoEliane Verbena / João Pedro
Tel: (11) 2738-3209 / 99373-0181 - 
verbena@verbena.com.br

Sesc Belenzinho
Tel : (11) 2076-9762imprensa@belenzinho.sescsp.org.br
SESC SP | Facebook | Twitter

Comentários