Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

VISUAL ARTV - Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança

Plataforma Shop Sui dança dois novos trabalhos no Centro de Referência da Dança                                                                                  Foto Leandro Moraes (O Boi Voador)

Em temporada de duas semanas, de 11 a 20/7 (quintas, sextas e sábados, às 19h), a Plataforma Shop Sui apresenta no Centro de Referência da Dança – CRDSP – espetáculo com duas coreografias: a remontagem de “Meu Doce Estimado”, criada originalmente para o Cesta de Dança, projeto da Quasar Companhia de Dança (2012), e o mais recente trabalho, “O Boi Voador”,solo de Fernando Martins, bailarino e diretor da companhia. A entrada é gratuita. “Meu Doce Estimado” fala da relação entre dois indivíduos estagnados pelas dificuldades de comunicação, que os levam para um universo mais visceral onde atitudes humanas e animais se perdem na sua realidade estabelecida. Inspirado em fragmento de texto de Clarice Lispector e em ação da própria escritora, que reescreve seu próprio texto, re-lido entre haspas em outro…

VISUAL ARTV - MAC - INSTALAÇÃO CAOS DE EDUARDO SRUR









Instalação Caos, de Eduardo Srur, será desmontada e doada ao público

A obra CAOS, em exposição no Museu de Arte Contemporânea da USP desde o dia 20 de agosto até o próximo domingo (9), terá um desfecho inusitado idealizado pelo artista visual Eduardo Srur. A instalação localizada na entrada principal do museu será transformada de maneira que os milhares de carrinhos de brinquedo de plástico que compõem a obra sejam doados aos visitantes do museu a partir do dia 11.

"A ideia é desconscontruir as paredes de carrinhos amontoados e recompor a obra sobre o piso, simulando um pátio de estacionamento de veículos com as peças que poderão ser retiradas e levadas pelas pessoas. Assim como outras intervenções que fiz, proponho a participação do público no processo de trabalho. Quero aproximar o espectador na última etapa da mostra e, a partir desta ação orgânica com o público, fortalecer o conceito da obra." diz Srur.

Caos provoca a reflexão sobre a mobilidade urbana e seus efeitos. A obra, formada por dois blocos compactos de 4 mil carrinhos coloridos, convida o público a caminhar no estreito corredor entre as paredes, simbolizando a sensação de aprisionamento causada no trânsito da cidade.

Os carrinhos ficarão à disposição até a retirada do último, no horário de funcionamento do Museu, de terça a domingo das 10 às 21 horas. O artista e o Museu organizam a retirada de um carrinho por pessoa para que um número maior de visitantes possa participar desse fechamento da obra de arte.

Sobre o artista - Eduardo Srur nasceu em 1974, em São Paulo, onde vive e trabalha. Começou na pintura, mas se destacou nas intervenções urbanas, entre elas "Caiaques", no rio Pinheiros em 2006, quando instalou 150 caiaques tripulados por manequins. Não é a primeira obra que questiona o problema da mobilidade urbana. Em 2012, o artista instalou uma réplica de carruagem imperial na ponte estaiada da marginal Pinheiros. Suas obras se utilizam do espaço público para chamar a atenção para questões ambientais e o cotidiano nas metrópoles, sempre com o objetivo de ampliar a presença da arte na sociedade e aproximá-la da vida das pessoas. A cidade é o seu laboratório de pesquisa para a prática de experiências artísticas. O conjunto de trabalhos de Srur é uma crítica conceitual que desperta a consciência e o olhar para uma nova estética e o entendimento das artes visuais. Realizou diversas intervenções urbanas na cidade de São Paulo e participou de exposições em muitos países, entre eles Cuba, França, Suíça, Espanha, Holanda, Inglaterra e Alemanha.
SÉRGIO MIRANDA - jornalista
comunicação institucional
Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo
11 I 2648.0299 I smiranda@usp.br

Comentários