Pular para o conteúdo principal

POSTAGEM EM DESTAQUE

GALERIA ROBERTO CAMASMIE DESTACA NOVA YORK EM MOSTRA DE FOTOGRAFIA

GALERIA ROBERTO CAMASMIE DESTACA NOVA YORK EM MOSTRA DE FOTOGRAFIA “New York, New York” apresenta o olhar de Marcello Barbusci e Thales Trigosobre aspectos humanos e urbanísticos desta cidade mágica, em imagens coloridas e em preto e branco

VISUAL ARTV - Performances de Olívia Lagua e Letícia Bassit fazem a Terça Aberta no Kasulo de fevereiro






Performances de Olívia Lagua e Letícia Bassit
fazem a Terça Aberta no Kasulo de fevereiro
image.png
                                                                              Foto André Cherri (“Mãe - eu também não gozei”)
A performance “Me faça ser”, de Olívia Lagua, e a abertura do procedimento cênico de “Mãe - Eu também não gozei”, da atriz Letícia Bassit, fazem a Terça Aberta no Kasulo de fevereiro, no próximo dia 19, às 20h. A proposta acolhe trabalhos de dança, teatro e performance, em meio a um bom papo entre os artistas, com a participação do público e mediação das curadoras Vanessa Macedo, bailarina e diretora da Cia Fragmento de Dança, que concebeu o projeto, e Janaina Leite, atriz do Grupo XIX de Teatro.
“Me faça ser” se desenvolve pela composição plástica proposta pelo público e a reação em movimentos orgânicos de um corpo vivo em performance, que tem a sua frente diversos objetos e uma placa com um indicativo, um pedido, uma ordem, uma proposta. Interessada na dissolução e desconstrução da imagem pessoal, bem como no entendimento das relações interpessoais e os limites da percepção de gênero, a atriz expõe, na performance, o corpo ao limite e ao desejo do outro, de modo a serem construídas comunhões poéticas e catarses coletivas.
Contemplado pelo Proac/2018, "Mãe - Eu também não gozei" propõe a publicação de um livro a partir de procedimentos cênicos e performáticos. A peça fala de uma mulher (ou todas mulheres) que espera seu filho nascer e navega por essa experiência de gestar, parir e sobreviver em meio à solidão, amor e medo.
Nesta abertura de processo, a atriz e diretora Letícia Bassit compartilha leituras dos trechos de dramaturgia, gravações, vídeos, fotos e outros materiais que vêm sendo coletados desde a sua gravidez. Formada pela Escola de Arte Dramática (EAD-ECA-USP), tendo passado pelo Teatro Escola Macunaíma, Escola de Atores Wolf Maya, SP Escola de Teatro e atuado em diversas peças e filmes, Letícia Bassit integra o Núcleo Feminino Abjeto, grupo de pesquisa performática dirigido pela atriz e diretora Janaína Leite (Grupo XIX de Teatro).

Durante todo o evento, comidinhas são preparadas pelos integrantes da Cia Fragmento de Dança e vendidas no bar do Kasulo - Espaço de Cultura e Arte, sede da Cia.
A ação integra o projeto “Dança Depoimento em contágio”, contemplado pelo 24º edital do Programa de Fomento à Dança para a cidade de São Paulo.
A entrada é gratuita.
Imagens:

foto mae eu tambem nao gozei - credito André Cherri 2

imagem 3 me faça ser - Olívia Lagua

Serviço:
Terça Aberta no Kasulo, proposta da Cia Fragmento de Dança.
Dia 19/2, terça-feira, às 20h.
Com: “Me faça ser”, Olívia Lagua"Mãe - Eu também não gozei", de Letícia Bassit
Kasulo - Espaço de Cultura e Arte
(Rua Souza Lima, 300, Barra Funda, Metrô Marechal Deodoro - Linha Vermelha – Tel: 11 3666 7238).
     Capacidade: 40 lugares
     Ingressos: Grátis (retirada a partir das 19h)
     Duração: 60 min. + bate-papo | Classificação Indicativa: 18 anos
    
      Informações adicionais:
Elaine Calux – assessoria de imprensa
11 33689940 | 964655686

Comentários